domingo, dezembro 11, 2016

Alien, a origem

Boa tarde gente! Quanto tempo que eu não passo por aqui.... mas sabem como é, eu estou me adaptando a vida de casada hehe... então me perdoem :)

Ontem eu estava assistindo um programa sobre moreias e fiquei muito interessada sobre uma adaptação anatômica destes animais... e resolvi compartilhar com vocês!

Inclusive essa anatomia particular das moreias inspirou o diretor de Alien!


Sim, as moreias tem duas mandíbulas.




Depois do ataque inicial, a segunda mandíbula (ou mandíbula faringeal) puxa a presa para dentro do predador, que a engole por inteiro - bizarro né?


Algumas curiosidades sobre estes animais fantásticos:
  • Existe aproximadamente 200 espécies de moreias.
  • A menor espécie mede no máximo 11.5cm (Anarchias leucurus) e a maior pode chegar a 4m (Strophidon sathete).
  • São carnívoras.
  • Não tem escamas.
  • Elas secretam um muco que recobre o seu corpo e em algumas espécies este muco tem toxinas.
E porque não, vê-las em ação? Assista ao vídeo abaixo e se impressione!


Espero que tenham gostado!
Verônica Pardini, DVM
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

segunda-feira, setembro 26, 2016

Vencendo o frio

A primavera chegou, mas o friozinho continua presente aqui em São Paulo (por mim podia continuar com esse clima o resto do ano hehe).


Nos últimos meses atendi vários casos de afecções pulmonares devido ao tempo seco e frio. Muitas espécies podem ser acometidas: aves, roedores, lagomorfos, pequenos primatas, cães, gatos...

Por este motivo decidi fazer uma listinha de alguns cuidados que podemos ter com os nossos pets nestes meses/dias mais frios:

1. Não deixe ele pegar friagem - correntes de ar/vento são muito perigosas para o animalzinho, assim como deixa-lo em um ambiente muito frio. Pode-se usar um aquecedor de chão no ambiente em que o seu animal fica para manter uma temperatura agradável (+- 24°C - nada de exagerar no calor também ta?).


2. O tempo esta muito seco? Compre um aparelho de inalação (daqueles humanos mesmo, sabe?) e faça inalação no seu amiguinho a cada doze horas por quinze minutinhos com soro fisiológico mesmo, até o tempo voltar a ficar mais úmido (se o animal é muito bravo ou se estressa com a manipulação, cubra a gaiola com um paninho e coloque a mangueirinha da inalação dentro da gaiola).

3. Utilize vitaminas para aumentar a imunidade (consulte o seu veterinário para saber qual é a melhor para o seu animal).


4. Seu animalzinho começou a espirrar, não comer direito, ficar mais parado que o normal, ou ter qualquer outra atitude "estranha"? Não perca tempo e leve-o ao veterinário. Quanto antes diagnosticar e começar a tratar a doença, maior a chance dele se recuperar sem maiores problemas!


Espero que tenha ajudado!
Verônica Pardini, DVM Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quarta-feira, setembro 14, 2016

Guia do proprietário de primeira viagem: Camarões

Não....você não leu errado....Sim! Camarões de estimação!

Depois de uma visita à Cobasi, conheci essas adoráveis criaturinhas. Meu marido se apaixonou e voltamos com alguns - não podemos ficar indo na Cobasi haha! 

No momento estou mantendo eles no meu aquário hospital junto com dois caramujos, enquanto o aquário deles não fica pronto - depois que estiver tudo lindo e pronto posto uma foto!

Hoje vou mostrar para vocês algumas das espécies que vocês podem criar em aquário de água doce - sempre lembrem de pesquisar bastante antes de tentar criar um novo pet exótico!

(não se engane pelas fotos, eles são muito pequeninos e fofos...não ultrapassam 2,5cm)

Camarão Red Cherry (o mais comum e fácil de criar)


Camarão Blue Pearl


Camarão Black Tiger


Camarão Snowball


São lindos, não?
Espero que tenham gostado!

Verônica Pardini, DVM

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quarta-feira, agosto 31, 2016

Adorabilis

Acabei de achar essa gracinha (personagem do filme "Procurando Nemo") na vida real!

Brincadeiras a parte, ela é só uma "prima" do nosso polvinho aqui em baixo
Nas águas geladas da profundeza do oceano vive uma adorável criatura. Até hoje esses polvinhos têm vivido sem um nome. Agora cientistas se preparam para oficializar o seu nome científico: Opisthoteuthis adorabilis - não é brincadeira, ele vai ter "adorável" em seu nome.

Afinal como não se apaixonar por seus olhos enormes e corpinho molenga?
Não é incomum cientistas usarem nomes "não científicos" para novas espécies, como por exemplo:

Scaptia beyonceae (devido o seu "bumbum" dourado)


Aptostichus angelinajolieae (essas aranhas são lindas e traiçoeiras...será que o time de biólogos era do time Jennifer Aniston? haha)


Bom vamos voltar ao nosso polvinho fofo! Estes animaizinhos vem sendo estudados desde 1990, mas demorou para definirem que eles realmente eram uma nova espécie (é necessário estudar anatomia externa/interna...hábitos e isso pode demorar um pouco). 

Agora um vídeo do nosso adorabilis! - que vontade de apertar!



Espero que vocês estejam tão apaixonados quanto eu!
Verônica Pardini, DVM


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

segunda-feira, agosto 15, 2016

Um adorável assassino

O mundo é cheio de lugares maravilhosos, e viajar é uma das minhas grandes paixões!
Para quem não sabe, eu casei no último dia 16.... (uhullll)

Foto: Arquivo Pessoal - O dia mais feliz da minha vida
....e quer melhor momento para viajar do que na sua Lua de Mel? Para comemorar esta nova fase demos uma voltinha pela a Europa, e um dos lugares que me apaixonei foi a Croácia.

Foto: Arquivo pessoal - Cavtat,Croácia (olha a cor dessa água!)
Em homenagem a esta viagem inesquecível, hoje vamos conhecer a Marta, o animal nacional da Croácia!

Este mustelídeo (animalzinho da mesma família das lontras e texugos), pode ser encontrada também em outros países do hemisfério norte, como os EUA e o Canadá!


A Marta é um adorável assassino, ela caça esquilos, ratos, lebres, insetos, peixes (quando a vontade de comer é maior que o seu medo de água), pequenas aves...mas as vezes diversifica a sua alimentação com ovos, frutas e grãos.

Ela é um animal mais ativo a noite e de hábitos solitários. Podem viajar pelo chão, mas passam a maior parte do seu tempo no topo das árvores!


A sua gestação pode durar entre 220 e 275 dias e geralmente nascem 3 filhotes que são criados apenas pela fêmea.


Curiosidade: na época medieval a pele da marta era de grande valor de troca na Croácia, por isso hoje, sua moeda chama Kuna (que significa Marta em croata).

Espero que tenham gostado!
Beijos,
Verônica Pardini, DVM

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

segunda-feira, junho 13, 2016

Guia do proprietário de primeira viagem: Peixes Betta (O aquário)

Boa noite gente!
Em homenagem ao meu bobzinho resolvi hoje dar continuidade a este "Guia do proprietário de primeira viagem".

Primeiro de tudo, não tenha um betta em um aquário minusculo! - bom, o motivo disso é óbvio, quanto menor o aquário mais entediado/estressado o seu peixinho vai ficar ...com isso ele tem maior chance de desenvolver doenças e ter uma vida mais curta e infeliz. Fora este fator, manter um aquário pequeno dentro dos parâmetros de água satisfatórios é bem mais complicadinho do que um aquário maior.

Mas então qual o tamanho ideal? Quanto maior melhor! Mas eu diria que no minimo um aquário de 12L, assim você consegue colocar por volta de 9L de água e ainda ter espaço suficiente para o seu peixinho respirar - sim eles também respiram ar como expliquei em meu primeiro post.


Aquário do meu Bob
Bettas adoram se esconder e se sentir protegidos, portanto colocar enfeites como cavernas e plantas, ajuda com que ele se sinta mais em casa - é importante escolher plantas macias para que ele não se machuque. Outra é dica é variar o local dos objetos pelo menos uma vez por semana para que ele sempre tenha um lugar novo para explorar! 

É muito importante lembrar que eles são sensíveis ao cloro, portanto NÃO pode simplesmente pegar água da torneira e colocar no aquário, antes é preciso usar um produto para retirar o cloro (ou uma segunda opção é ferver a água por 10 minutos - deixe esfriar antes de colocar no aquário).


Este é o que eu uso!
Parâmetros importantes:
Temperatura da água: 23-28°C
pH: 7
Amônia tóxica: 0ppm
Nitrato: 0ppm
*Com exceção da temperatura que deve ser medida todos os dias (compre um termômetro especifico para aquários), os outros parâmetros devem ser avaliados pelo menos uma vez por semana.

Se você não tem um sistema de filtragem lembre-se que trocas de água são importantes!
- Aquário com menos de 4L: a cada 3 dias
- Aquário entre 4-10L: a cada 5 dias
- Aquário acima de 20 litros: uma vez por semana
*Eu particularmente gosto de trocas de 50%, mas há quem recomende 100%. Caso o seu valor de nitrato e amônia estiverem maior que 0ppm, realize uma troca de 100% e depois (se necessário) trocas diárias de 25% até normalizar.

Bom acho que por enquanto é isso!
Beijos!
Verônica Pardini, DVM Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

domingo, maio 22, 2016

A jornada rumo ao sonho americano (ACABOUUU!!!)

Posso dizer com certeza, que o post de hoje, é o post que mais sonhei em fazer nos últimos anos! Dois dias atrás recebi a melhor noticia do mundo! Finalmente acabou!!

Eu passei no CPE e conquistei o titulo de Doctor of Veterinary Medicine (oficialmente, DVM!)

Não consigo descrever o que eu senti quando vi o resultado.....obviamente eu estava extremamente feliz, mas junto vinha um sentimento estranho, do tipo "Será que é verdade? Acabou mesmo?", demorou um pouco para cair a ficha desta nova realidade....de simplesmente chegar em casa e não ter que estudar para nenhuma prova (hahahaha....viva a liberdade)

A visão do paraíso!
Bom, vamos voltar no tempo um pouco, eu ainda não contei para vocês como foi a minha experiência do "retake" de anestesia.

Assumo que eu estava muito mais nervosa do que da primeira vez. A lembrança do momento que fui expulsa da sala na primeira tentativa ficava me assombrando.

Eu tentava tirar o foco desta memória ruim e pensar positivo, lembrar o quanto eu estava me sentindo preparada para passar por isso de uma vez por todas..... mas na maioria das vezes o pânico de uma segunda reprovação falava (gritava) mais alto e infelizmente até com gastrite nervosa eu fiquei.

No dia do cálculo de doses veio a primeira "emoção": passaram um peso muitooo errado para o meu cachorro (10kgs a mais do que ele realmente tinha) - a sorte é que eu tenho noção de tamanho e pedi para repesarem o animal. Não quero nem pensar o que poderia acontecer caso eu não tivesse notado este erro.... então, estejam sempre muito atentos, pois erros da parte deles também acontecem!

Logo chegou a quarta-feira, o grande dia! De uma maneira geral tudo foi bem tranquilo até os últimos 5 minutos de prova.....quando o meu cachorro do nada superficializou. Naquele momento tive muito receio de ser expulsa (foi tanto nervoso que cheguei a ver estrelas....quase desmaiei), mas rapidamente reverti a situação.... e graças a Deus eu passei.

Lição da noite: seja proativo! Esteja o tempo todo focado no que deve ser feito. Não relaxe até o examinador falar "pode ir embora, acabou". Ah, e eu sei que já falei isso em um post anterior, mas não custa relembrar: seja amiga da sua veterinary technician, ela esta lá para te ajudar!

Como vocês já sabem, infelizmente não posso contar muito mais do que isso.

O mais importante é ter certeza que a jornada é árdua, cheia de altos e baixos, mas que com persistência e dedicação tudo é possível!! Não desanime quando as coisas não saem como você gostaria! - quer um exemplo de quão difícil é passar nesta prova de primeira? De 6 veterinários que convivi durante o CPE, uma passou em tudo de primeira, duas reprovaram 1 parte mas passaram no primeiro retake, uma reprovou 1 parte duas vezes, duas reprovaram 2 partes (e vários outros que conheci, reprovaram mais de quatro partes e tiveram que refazer tudo).

"Todos os nossos sonhos podem ser realizados, basta ter coragem de correr atrás deles" - Walt Disney
Por isso não desista! Só porque não deu certo de primeira, não quer dizer que não vai dar certo na segunda! Confie em você! Há uma luz no fim do túnel....e ela é linda!!

Verônica Pardini, DVM (ebaaaaaaa) Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quinta-feira, maio 12, 2016

Zion National Park

Boa noite gente! Sei que tem séculos que eu não apareço por aqui. Eu estava em uma época pré prova (retake de anestesia), organizando o meu casamento (esta chegando!!), trabalhando adoidado (ainda bem)..... resumindo, eu estava sem tempo de respirar!

Sobre a prova, eu irei contar mais para frente... o resultado sai em algumas semanas, e prefiro não ficar pensando muito no assunto agora - dá nervoso hehe!

Mas quero compartilhar com vocês um lugar maravilhoso que eu descobri nas minhas mini férias semana passada!

O Zion National Park, em Utah.

Arquivo pessoal: Zion National Park
Dessa vez fui para Las Vegas com a minha mãe! Na quarta feita fiz a prova (tenso) e quinta feira seria nosso último dia por lá. Estávamos cogitando ir até o Grand Canyon, mas como é bem longe para um bate-e-volta, recorri ao Dr. Google, que magicamente nos sugeriu um passeio ao Zion National Park - thanks google!

Arquivo pessoal: Zion National Park
Este parque fica localizado no Estado de Utah, há aproximadamente 2h 45m de Las Vegas (você sai de nevada, atravessa o Arizona e chega em Utah). A vista até o local é magnifica. Na beira do canyon existe uma pequena cidade chamada Springdale, que mais parece ter saido de algum filme da Disney! Ela é lotada de hotéis em formato de "chalés", lojas fofas, restaurantes lindos e aconchegantes.... infelizmente não tive tempo de conhecer muita coisa, mas definitivamente voltaria para passar uma semana de férias - fácil!

Para entrar no parque você paga 30 dólares por veiculo (isso para carro normal. Para ônibus e vans o preço é diferente). Este passe vale durante sete dias.

Arquivo pessoal: Zion National Park
Além da beleza natural inegável, o que me chamou mais atenção foi a organização do parque. Eles tem vários mini ônibus que te levam à todos os pontos principais do parque (eles passam de 5 em 5 minutos durante o dia todo). Cada ponto principal tem banheiros (limpos), e água fresca!

Arquivo pessoal: Zion National Park
Há muitas trilhas para serem desbravadas, impossível fazer todas em apenas um dia. Além disso, existe trilhas para todos os gostos, divididas em: difíceis, moderadas e fáceis - todas com paisagens únicas! Você também pode escolher entre caminhar, pedalar ou escalar!

Arquivo pessoal: Zion National Park 

Arquivo pessoal: Zion National Park -
Nestes caminhos você pode ter a sorte de encontrar animais, no meu caso encontrei esquilos (aos montes), veados, peru selvagem e lagartinhos.

Arquivo pessoal: Zion National Park - Veado
Arquivo pessoal: Zion National Park - Peru selvagem
Arquivo pessoal: Zion National Park - Esquilo (Otospermophilus variegatus)
Arquivo pessoal: Zion National Park - Lagartinho
Definitivamente recomendo visitar este lugar único de tirar o fôlego!

Beijos,
Verônica Pardini Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

segunda-feira, abril 11, 2016

Guia do proprietário de primeira viagem: Peixes Betta (Introdução)

Quantos aqui sabem que há um pouco mais de um mês eu ganhei o meu Bob? O meu Bob é um peixe Betta: amarelo, lindo, simpático e muito inteligente - eu o apelidei de peixe cachorro, pois ele interage muito e até aprende truques!


Anos depois de eu ter perdido a Vava (minha cachorrinha) e o George (minha calopsita), decidi que era hora de abrir o meu coração novamente para um bichinho.

Como ando com o meu tempo apertado e estou com os meus gastos reduzidos, decidi que o animal ideal para este momento seria um peixinho!


Os peixes Betta são animais fantásticos originários do Sudeste da Ásia.

Quando na natureza, eles vivem em campos de arrozais e pequenos lagos. Por viverem em condições extremas (de inundações e secas), o seu corpo de adaptou!

Os Bettas tem a capacidade de respirar o oxigênio do ar com a boca e absorver o oxigênio da água através das brânquias! - o órgão que permite que esses peixes metabolizem oxigênio do ar é chamado de labirinto!

Os peixes Betta receberam este nome inspirados em uma clã de guerreiros que eram chamados de "Bettah", após começarem a ser conhecidos pela sua agressividade e ficarem famosos em "lutas de peixes", esporte que se  tornou muito popular por volta do ano 1850.

Os machos desta espécie são muito territorialistas, portanto não é recomendado colocar dois machos em um mesmo aquário (há 99% chance de morte de um deles) - fique tranquilo, são peixes que vivem melhor sozinhos!


Os peixes Betta são animais fáceis de cuidar, mas há muitos mitos em relação ao seu manejo que devem ser destruídos, portanto espero que os próximos posts ajudem na melhor criação destes animais adoráveis!

Verônica Pardini, DVM

Obs: o meu Bob foi adquirido na loja PetShop DogCat & CIA! O proprietário é muito cuidadoso na escolha dos animais, eu recomendo a visita! Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

segunda-feira, março 21, 2016

Desafiando a morte

O tempo tem passado tão rápido, não acham? Em um piscar de olhos se passaram meses, anos... e as vezes nem nos damos conta.

A vida é tão linda, cheia de mistérios, aventuras...... uma verdadeira montanha-russa. E isso me faz pensar como 80-90 anos não são o suficiente para fazer tudo o que temos vontade.... e se você pudesse viver 200, 300 anos... o que você faria?

Por  curiosidade fui investigar quais são os 5 animais que vivem por mais tempo, e ai vai a minha lista:

Água-viva imortal (Turritopsis nutricula)


Este animal é o único que descobriu a fonte da juventude. Ele consegue se transformar de adulto (estágio maduro) em "bebê" (estágio de pólipo) quantas vezes julgar necessário.

Molusco Quahog  (Arctica islandica)- 507 anos


Carpa - 226 anos


Normalmente elas vivem aproximadamente 30 anos, mas há muitos relatos de algumas que ultrapassaram os 100 anos. Hanako, a carpa mais velha  do mundo (na foto) morreu em 1977 com  226 anos.

Baleia-da-Groenlândia - 211 anos 


Acreditam que o segredo de sua longevidade é a sua temperatura corpórea baixa.

Bodião de rougheye - 205


(como pode um peixe que vive tanto, não ter uma foto vivo descente?)

Boa semana para todos!
Verônica Pardini, DVM


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

terça-feira, fevereiro 23, 2016

Papiloma tipo Shope em coelhos

Quantos de vocês já ouviram falar do Jackalope?


Esta estranha criatura é um personagem muito conhecido do folclore americano, ele é a mistura de jackrabbits (lebre) e antílopes - existe relato de folclores da Bavária por volta do ano 1700, que já descreviam coelhos com chifres.

Mas vocês devem estar se perguntando o que isto tem haver com o tema do post.... Eu explico! Como já mostrei algumas vezes aqui no blog, na maioria das vezes os mitos tem o seu fundinho de verdade....e a verdade é que existe "coelhos com chifres".

Caso avançado de papilomatose
O papiloma tipo Shope é um vírus (relacionado ao HPV humano) que causa tumores cutâneos em coelhos. Nesta espécie os tumores têm como característica serem duros, queratinizados e se assemelham a chifres.

Caso avançado de papilomatose
Este tumor é benigno no começo, mas pode se transformar em maligno com o passar do tempo - por volta de 25% dos tumores se transformam em sua forma maligna (carcinoma) quando não tratados

Os tumores geralmente se desenvolvem nas regiões com menos pêlo (como orelhas, anus, nariz e pálpebra).

Inicio de desenvolvimento do tumor
Em alguns raros casos estes tumores regridem espontaneamente em alguns meses, mas sempre procure um veterinário para conversar sobre o melhor tratamento, que é a retirada cirúrgica. 

Após a retirada, o tumor deve ser mandado para exame histopatológico para fechar o diagnóstico.

Gostaram?
Verônica Pardini, DVM

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quinta-feira, fevereiro 11, 2016

Terceiro ano de VeVET

E não é verdade que o tempo passa? Parece que foi ontem que eu iniciei este blog, e hoje fazemos 3 anos! 


O que começou como "brincadeira", se tornou parte importante da minha vida! Eu nunca imaginei que pudesse por meio dos meus posts, atingir tanta gente!

Obrigada a todos que me acompanham, que mandam mensagens, emails.... vocês fazem tudo isso valer a pena, e me dão a certeza de que continuaremos juntos por muitos e muitos anos!

Parabéns para nós!

Beijos carinhosos,
Verônica Pardini Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quarta-feira, janeiro 27, 2016

Omo, "a girafa branca"



Por mais incrível que pareça não é photoshop!

Te apresento Omo, "a girafa branca". Esse lindo animal tem apenas 15 meses e sofre de uma condição chamada de leucismo (que nada mais é que a falta de pigmentação em algumas partes do corpo - é diferente de albinismo!).


*Curiosidade: ela foi denominada Omo, devido a marca de sabão em pó! - achei fofo

Ela faz parte de uma manada na Tanzânia que não parece se preocupar com a coloração diferente do jovem megavertebrado.


Agora a grande preocupação é mante-la protegida dos caçadores, já que é a única girafa "branca" que temos relato.

Já temos relatos de vários outros animais com leucismo:

Leão
Pavão
Gorila
Alce
A natureza mesmo quando dá errado, dá certo né? Lindo!
Verônica Pardini, DVM Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...