quinta-feira, abril 30, 2015

Um dinossauro dos dias atuais

Eu estou super empolgada com a estreia do novo "Jurassic Park" (dia 11 de junho gente)! - não sei vocês, mas este filme marcou a minha infância!


Em homenagem ao filme (e como prometido na página do blog no facebook) vou fazer um post de um dos animais que mais me lembra um dinossauro - inclusive o final de seu nome científico termina com "-saurus" hehe. 

O nome desse "dinossaurinho" é Hydrosaurus pustulatus, conhecido vulgarmente em português como Lagarto Sailfin.



Este réptil, que chega a medir 1 metro, é endêmico da das florestas tropicais das Filipinas.



Mesmo alguns exemplares vivendo em cativeiro, ainda não sabemos muita coisa sobre eles - e não existe muitas fotos também, então me desculpem pela qualidade das imagens.



Ele vive por volta de 10-15 anos e se alimenta basicamente de frutas, vegetais, insetos, peixes e pequenos mamíferos!

Estes animais são excelentes nadadores (como o seu nome já sugere Hydro = água Saurus = Lagarto) e usam desta habilidade para escaparem de seus predadores!


E uma última curiosidade para acabar este post pré-histórico: estes lagartos possuem um terceiro "olho" no topo da cabeça, que pesquisadores acreditam servir para localização - interessante né?

Eu fico por aqui e desejo a todos um ótimo feriado!
Verônica Pardini, DVM


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quinta-feira, abril 09, 2015

A jornada rumo ao sonho americano (Como não surtar com a pressão das provas)

Sei que dei uma sumida, mas sinceramente o dia precisa ter mais de 24 horas.

Sou do tipo de pessoa que quer carregar o mundo nas costas, que tem uma super dificuldade de aceitar que não consegue fazer tudo sozinha e que as vezes é necessário pedir ajuda.

Se for somar as horas necessárias para me dedicar à fase final da validação do diploma, ao planejamento do meu casamento, ao meu trabalho e à publicação de um trabalho que estou acabando de escrever, o dia deveria ter no minimo 30 horas. Então como fazer para não surtar? - ou no meu caso, surtar com menos frequência hehe


Conciliar vida pessoal e carreira é uma das maiores dificuldades da vida, e tenho certeza que muitas pessoas passam pela mesma situação.

Começar a validação do diploma foi uma decisão consciente, eu sabia que por alguns anos teria que sacrificar boa parte do meu tempo livre para colocar "a cara nos livros". Três anos depois, três anos de muita dedicação, de muita pressão e de muito estudo, finalmente estou na reta final!

Mas sabe, as vezes bate aquele sentimento/desespero "Não é possível!! Isso não vai acabar nunca....será que um dia vou ter uma vida normal?". É, aí vem a vontade de jogar tudo para o ar....mas desistir nunca foi e nunca será uma opção.... então pergunto de novo, como fazer para não surtar?

Depois de alguns anos é mais ou menos assim que você se sente
Para os meus colegas que vão entrar nesse mundo da validação do diploma, aqui vão algumas dicas de como (tentar) manter a sanidade durante este período:

1. Comece a estudar com antecedência - nunca deixe para estudar 2-3 meses antes das provas, é muito conteúdo para pouco tempo. Sugiro começar no mínimo 6 meses antes, pois será mais fácil de dividir os estudos e a pressão de "correr contra o tempo" não existirá (o estresse pré-prova será amenizado). Quanto mais confiante você se sentir, maior a chance de conseguir controlar os seus nervos durante as avaliações.

2. Tenha um hobby - no meu caso, vou pelo menos duas vezes por semana montar o meu cavalo. É um momento que eu não penso em nada e saio de lá renovada.

3. Reserve pelo menos um dia da semana para fazer o que você quiser - nesse dia não pense em nada relacionado a prova. Saia para se divertir, fique em casa sem fazer nada, assista um filme, faça o que bem entender.

4. Mantenha um estilo de vida saudável - se o seu corpo não estiver em equilíbrio, sua mente não irá atuar de maneira super eficiente. Uma alimentação boa e uma caminhada de vez em quando fazem toda a diferença na hora de se concentrar horas a fio aos seus estudos.

5. Não se cobre muito - tente não ficar pensando que o que você esta fazendo não é o suficiente para passar na prova, se dedique e dê o seu melhor. Ficar se cobrando irá aumentar a pressão e o estresse e não ajudará em nada.

6. Confie em você - não deixe ninguém te desanimar. Se não passou de primeira, vai lá e tente de novo. Você não deixou de passar porque você é ruim, as provas são extremamente exigentes, e lembre-se: até os americanos reprovam. Erga a cabeça e continue tentando. Vai dar certo. Confie em você e na sua capacidade.

Essas são alguma das dicas que eu gostaria que alguém tivesse me dito logo que eu comecei toda essa "loucura", espero poder ajudar todos que estão passando/passarão pela mesma situação!

Um ótimo final de semana para todos!
Verônica Pardini, DVM


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...