quarta-feira, março 11, 2015

Deficiência de taurina em tamanduás

Que gatos precisam ter sua alimentação suplementada com taurina muitas pessoas sabem, mas outros animais também tem predisposição a sofrer com a deficiência deste aminoácido.

(Na verdade este foi o primeiro "fato curioso" que eu aprendi sobre medicina de animais selvagens, no zoológico de Memphis, então achei que seria legal compartilhar com vocês!)

Eu e o pequeno Eduardo, no Zoológico de Memphis
A taurina é um aminoácido (achado apenas em proteína animal) que é extremamente importante para o bom funcionamento da visão, da digestão, dos músculos do coração, do sistema imune, da manutenção da gravidez e do feto.

Quando os animais ingerem proteína ela é quebrada em aminoácidos antes de ser absorvida, através deles outros aminoácidos podem ser produzidos pelo corpo. Quando o corpo não é capaz de produzir algum tipo de aminoácido, ele é chamado de "essencial" e deve ser suplementado na dieta.

Eduardo, o tamanduá-mirim
A quantidade de taurina produzida pelos gatos e pelos tamanduás (Myrmecophaga tridactyla e Tamandua tetradactyla) não é o suficiente, portanto sua alimentação deve ser suplementada.

Em caso de deficiência, sintomas como intolerância ao exercício, dispneia, ascite, cardiomegalia e doença cardíaca congestiva são relatados em tamanduás.

A. Radiografia de um tamanduá bandeira clinicamente normal B. Radiografia de um tamanduá bandeira com cardiomegalia secundária a deficiência de taurina
A doença nestas espécies ainda não esta bem definida, mas com certeza eles também são afetados pela deficiência de taurina!

Espero que vocês tenham gostado :)
Verônica Pardini, DVM


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nenhum comentário:

Postar um comentário