sexta-feira, outubro 31, 2014

A medicina veterinária e o equílibrio pessoal

BOM DIA GENTE!!!

Sim, voltei!! E não sei nem por onde começar a contar sobre as experiências maravilhosas que eu tive durante estas semanas!! Tirei tantas fotos, fiz tantos vídeos, ouvi tantas coisas interessantes....

Mamãe e eu com o Tico e Teco no Animal Kingdom
 Acho que nada melhor do que começar contando sobre a palestra que eu mais gostei!

Tivemos "milhares" de palestras excelentes sobre medicina, terapia intensiva, anestesia..... mas as que mais me chamaram a atenção não eram relacionadas a área técnica, mas sim a parte humana da medicina veterinária.

A discussão principal foi sobre qualidade de vida.

A medicina veterinária, para a maior parte dos profissionais na área, é muito mais que um "trabalho", é um sonho de infância, é uma paixão! Quando gostamos tanto do que fazemos não é difícil dedicar horas extras, dias extras, feriados extras à nossa profissão. Mas é exatamente aí que nasce o perigo. 

Muitas vezes essa dedicação extrema nos afasta de nossa família, dos nossos amigos, do nosso hobby. Não ter uma vida fora do ambiente do trabalho, por mais que você goste do que faça, pode levá-lo a depressão e algumas vezes até ao suicídio - em uma pesquisa feita nos EUA, cirurgiões veterinários são os profissionais da saúde que mais cometem suicídio.

Por isso é necessário equilíbrio. Quando estiver trabalhando dê o seu melhor, seja focado e produtivo! Mas evite sair fora do seu horário, evite trabalhar todos os finais de semana, evite deixar de ter tempo livre.

Estudos indicam que pessoas que possuem pelo menos dois dias livres na semana trabalham melhor e são mais felizes.

Eu sei que na teoria isso tudo é lindo, mas que por na prática é um pouco mais complicado. Muitas vezes as pessoas vão te olhar com cara feia, vão reclamar por você sair no horário e exigir dias livres....mas as mudanças tem que ocorrer, mesmo que seja aos poucos. Sua saúde mental, sua saúde corporal e as pessoas que você ama merecem esse equilíbrio entre vida pessoal e o seu trabalho.

Infelizmente este é um assunto que não é amplamente discutido ainda! Por isso estou aqui para começar a plantar a sementinha!

Bom dia das bruxas!!
Verônica Pardini, DVM Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quinta-feira, outubro 16, 2014

Finalmente FÉRIAS!

BOA TARDE GENTE!!!

Sabem o motivo na minha empolgação? Minhas férias começam agora!!
(Por isso eu abandonei vocês um pouquinho e vou abandonar alguns dias mais).

Hoje viajo para Orlando, Flórida para participar da AAZV ! Prometo contar tudinho para vocês assim que eu voltar!!

Peço desculpas à todos que estão me mandando emails e mensagens, vou demorar um pouco mais para responder! - mas prometo que assim que eu voltar dou sinal de vida :)


Um beijo enorme!
Verônica Pardini, DVM Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

segunda-feira, outubro 06, 2014

Junior, o tatu-galinha

Quem me acompanha pelo facebook já sabe que eu tive um visitante muito especial no final da semana passada, e hoje estou aqui para falar um pouquinho dele!

O junior foi encontrado largado no meio de um terreno já com formigas e pulgas pelo corpinho. Quando chegou ao hospital eu jurava que ele estava morto, até que comecei a examiná-lo e a tirar esses parasitas .... e para a minha surpresa o tatuzinho começou a reagir.

Ele logo foi colocado sob aquecimento e alimentado a cada 2 horas. Para a minha felicidade e a de todos da equipe, aos poucos ele foi ficando mais espertinho!

Como ele teria que passar a noite com cuidados intensos, resolvi leva-lo para a minha casa! De repente ele já estava tentando fugir da caixa que nós havíamos arrumado para ele e por incrível que pareça ele começou a correr pelo apartamento!

Muitas pessoas me perguntaram o motivo pelo qual eu não mantive ele como o meu bichinho de estimação, aqui vão os motivos:

1. É um animal silvestre com possibilidade de reintrodução a natureza.
2. Pode transmitir lepra ao ser humano.
3. Eu moro em apartamento.

Acho que eu poderia parar no primeiro motivo! Ficar com um animal só porque ele é "fofo e bonitinho" é puro egoísmo da nossa parte. Portanto se você encontrou um animal silvestre que precisa de cuidados procure um veterinário de animais silvestres, ele vai te indicar a melhor maneira de lidar com essa situação!

Mas chega de blá blá blá! Aqui vai um vídeo do tempo que eu passei com esse animalzinho lindo!


Boa semana a todos!
Verônica Pardini, DVM Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...