segunda-feira, agosto 04, 2014

Guia do proprietário de primeira viagem: Aves - Qualidade da água

Sempre que atendo uma ave, procuro conhecer todo o manejo da mesma, já que a maioria das doenças podem ser evitadas (ou minimizadas) através de um manejo correto.

Uma parte desse manejo, muitas vezes negligenciada pelo proprietário é a qualidade da água.


 A qualidade da água oferecida à sua ave é de extrema importância, já que ela é essencial para a termorregulação, manutenção de fluídos intra e extracelulares, transporte de nutrientes, entre mil e outras funções.  

A água, por si só, já propicia um ambiente bom para o crescimento bacteriano, mas algumas situações podem otimizar essa proliferação, como por exemplo:
  • Um bebedouro aberto (que muitas vezes pode ser contaminado por fezes e/ou comida), tem uma rápida proliferação de bactérias
  • A água suplementada com vitaminas pode ter a contagem de bactérias aumentada em 100% em 24horas.
  • Comidas com alto teor de água como "papinhas de filhotes", mistura com farinha de ovos, frutas e vegetais são ambiente excelentes para a proliferação de bactérias. Em temperaturas mais quentes esses alimentos pode se tornar contaminadas em menos de 4 horas.
Por esses motivos, trocar a água e lavar o bebedouro diariamente, ou de preferência a cada doze horas, evita que o número de bactérias aumente exageradamente.

Além disso, é importante não deixar os alimentos úmidos expostos por tempo prolongado.

Uma última observação importante: A quantidade de água ingerida está diretamente relacionada com a dieta oferecida - dietas baseadas em ração, por serem mais secas, com baixo teor de gordura e com mais nutrientes aumenta a quantidade de água ingerida.

Boa noite,
Verônica Pardini, DVM Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nenhum comentário:

Postar um comentário