segunda-feira, junho 30, 2014

A jornada rumo ao sonho americano (Internships e Residencies: VIRMP Parte 1)

Eu sei que faz tempo que não escrevo sobre "a jornada rumo ao sonho americano".... sinceramente esta época do ano é meio parada em relação a isso, mas quero preparar todos vocês que tem interesse em fazer uma internship/residency nos EUA pelo o que está por vir!


Alguém aqui já ouviu falar sobre o "Veterinary Internship &  Residency Matching Program"? - eu, particularmente, tenho uma relação de amor e ódio com este programa. 

Amo, pois é fácil mexer, é fácil fazer a application, é fácil achar a internship e residency de interesse..... mas desde o momento que você se inscreve no programa uma angústia surge dentro de você, quer saber porque?

Bom, primeiro você sempre acha que a sua "application" não é forte o suficiente, mas você não sabe como melhorar. Depois você têm que achar 3 pessoas (colegas de profissão) que aceitem escrever uma (boa) carta de referência dentro de um prazo determinado. Depois você tem que escolher entre 10 ou mais programas de residência e/ou internato e coloca-los em ordem de preferência (depende de quanto você quer pagar de inscrição - os valores variam entre 85-350 dólares). Depois de ter feito tudo bonitinho você começa a surtar, pois vai demorar mais uns 3 meses para sair o resultado. No dia do resultado o site trava, pois tem muita gente tentando acessar no mesmo momento.

Mas não tem como fugir, o "Matching Program" é a melhor chance que você tem de conseguir um internato/residência, já  que a maior parte dos programas (em todas as áreas da medicina veterinária) estão lá..... mas fique atento, pois alguns programas não estão inscritos no site e você deverá fazer outra "application" a parte.

Mais para frente dou mais detalhes sobre o VIRMP!
Beijos e ótima semana!
Verônica Pardini, DVM Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sexta-feira, junho 27, 2014

Agenda: AAZV conferece 2014

Boa tarde!!

O que vocês têm programado de 18 a 24 de outubro? Nada?
Eu tenho uma super sugestão para vocês!


Nesta data ocorrerá a conferencia anual da AAZV (American Association of Zoo Veterinarians)...  no lugar mais mágico da Terra! Sim na Disney - mais especificamente no Animal Kingdom (Orlando, Flórida)!


Interessados? Então fiquem atentos, pois as inscrições começam dia 1º de julho!
Eu já me inscrevi e vocês?

Uma ótima sexta-feira para todos!
Verônica Pardini, DVM Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

segunda-feira, junho 23, 2014

Genitais musicais

Gente prometo que amanhã vou tentar responder a maior parte dos comentários e emails! Mil desculpas pela demora, eu não esqueci de vocês!

Hoje está difícil achar inspiração para o tema do post ..... depois de horas pesquisando em livros e pela internet decidi escrever sobre algo que me divertia muito no Zoológico de Columbus! Durante os meses que passei lá, todo dia de manhã eu tinha que falar sobre um fato curioso relacionado ao "sexo dos animais".... baseada no tema, aí vai o fato curioso do dia: 

Genitais musicais.

Micronecta scholtzi é um inseto aquático que ganhou o prêmio de produzir o som mais alto em relação ao tamanho do seu corpo.

Micronecta scholtzi
Mas o fato mais legal é o de como ele produz este som: esfregando seu pênis em seu abdômen.

Este inseto que mede cerca de 2 milímetros produz um som que chega a 99.2 decibéis - isso é equivalente a ouvir uma orquestra tocar na primeira fila. 

Qual o objetivo de produzir um som tão alto? Atrair "namoradinhas", claro - quanto mais alto o som, maior o número de candidatas.

E aí, gostaram da curiosidade?
Verônica Pardini, DVM Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quinta-feira, junho 19, 2014

Intoxicação por fipronil em coelhos

Boa noite gente! Essa semana foi enrolada e só consegui passar por aqui agora....mas garanto que o post de hoje será muito útil, principalmente para quem tem ou gostaria de ter um coelhinho.

Imagino que muitos de vocês utilizem o  (famoso) Frontline para matar os ectoparasitas (pulgas e carrapatos) dos seus cães e gatos, certo?  Mas vocês sabiam que o princípio ativo dessa medicação, o fipronil, é muito tóxico para coelhos?

O fipronil em coelhos pode causar anorexia e letargia a partir da primeira hora de aplicação, e geralmente depois de 4 dias o animal começa a convulsionar.

Infelizmente, o prognóstico de animais que já estão apresentando sintomas é ruim, e na maioria das vezes o animal vem a óbito.

O sucesso do tratamento é possível, portanto é de extrema importância levar o animal ao veterinário para iniciar o tratamento de suporte e desintoxicação o mais rápido o possível.


Leve sempre o seu animalzinho ao veterinário antes de aplicar qualquer medicação, isso pode ser a diferença entre a vida e a morte do seu amigo!

Beijos e ótimo fim de feriado!
Verônica Pardini, DVM Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sexta-feira, junho 13, 2014

Estrelas despedaçadas

Boa tarde gente!
Peço desculpa pela demora de posts essa semana, tive alguns problemas com imagens do blog que não estavam aparecendo, acho que arrumei tudo, mas se vocês acharem algum post que a imagem não apareça por favor me avisem :)

Hoje venho informar sobre uma doença que esta literalmente dissolvendo estrelas do mar do Canadá até o México.

Em inglês os cientistas batizaram a misteriosa doença de "Sea star wasting syndrome", em português estão chamando de "Síndrome da estrela do mar despedaçada".


As estrelas do mar estão morrendo aos montes e a causa ainda não foi identificada - seria por mudanças no ambiente? Vírus? Bactérias? Os cientistas não tem a menor ideia..... a única coisa que sabemos é que mortes similares ocorreram nas décadas de 70, 80 e 90, mas em menor magnitude.

Essa síndrome começa com uma pequena lesão esbranquiçada (geralmente nos membros), que aumenta de tamanho e começa a dissolver a estrela do mar. Para tentar se livrar da doença o equinoderme "solta" o membro afetado, mas infelizmente isso não evita que a doença se alastre para o resto do seu corpo.


Pesquisadores temem a extinção das espécies mais afetadas pela síndrome, estas espécies também são consideradas predadores importantes em seu ambiente - portanto, com a diminuição dos números de estrela do mar haverá um desequilíbrio no ecossistema, com aumento dos números, principalmente, dos mexilhões.

São muitos os mistérios do mundo, espero que esse seja resolvido o quanto antes.
Verônica Pardini, DVM Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

segunda-feira, junho 09, 2014

Arte animal

Adoro descobrir artistas que utilizam os animais como a sua maior inspiração!

Guido Daniele, artista italiano, é uma dessas pessoas. Com um talento incrível, Guido utiliza  pinturas realísticas e mãos para fazer suas obras de arte.

Confira alguns dos seus trabalhos:

Alpaca
Águia
Camaleão
Cheetah
Chimpanzé
Golfinho
Elefante
Alce
Pato-mandarim
Peixe
Píton

Maravilho né?
Uma ótima semana para todos!

Verônica Pardini, DVM Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quinta-feira, junho 05, 2014

Em ritmo de Copa do Mundo: Fuleco - Eu protejo o Tatu Bola

A Copa do Mundo está ai.... mais uma semana para o show começar! E que tal usar esse período de festa para o bem, ajudando na conservação do mascote da copa, o Fuleco?

Para aqueles que não sabem, o Fuleco é um tatu-bola.

"O tatu-bola (Tolypeutes tricinctus) é um animal exclusivamente brasileiro que vive na Caatinga e em áreas do Cerrado. O desmatamento e a caça fizeram esse animal entrar na lista de espécies ameaçadas de extinção.Para proteger o tatu-bola, a Associação Caatinga, em parceria com a TNC (The Nature Conservancy) e o grupo de especialistas ASASG/IUCN (União Internacional para a Conservação da Natureza), desenvolve o Projeto de Conservação do Tatu-bola.
Junte-se a nós! Participe da campanha Eu Protejo o Tatu-bola e ajude a manter o projeto de conservação da espécie. Seu gesto pode fazer toda a diferença para o tatu-bola e a Caatinga. Todo o recurso da campanha será revertido às ações de proteção do tatu-bola e da sua casa: a Caatinga."        - Associação Caatinga


Como você pode ajudar? (para maiores informações clique aqui)

  • Divulgando sobre o tatu-bola (compartilhando esse post você já estará ajudando. Não custa nada não é mesmo?).
  • Faça uma doação (doações a partir de 25reais).
  • Participe como empresa.
  • Seja um voluntário (encontrou um tatu-bola? tire uma foto e mande para caatinga@acaatinga.org.br, junto com a descrição do local)



A Copa do mundo e a Fifa não estão ajudando na conservação do nosso mascote, portanto toda ajuda é válida e muito importante!

Eu protejo o tatu bola! Divulgue e entre para o time!
Verônica Pardini, DVM Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

segunda-feira, junho 02, 2014

Diarréia em Jabutis e Cágados

Boa tarde galera! 

Nem sempre um desses quelônios que apresentam diarréia (fezes amolecidas) têm uma doença - fezes amolecidas podem ser o produto normal da mistura da urina com fezes ricas em fibras.

Mas alguns outros motivos (importantes) que causam diarréia nesses animais são:
  • Manejo alimentar errado (excesso de açúcar, frutas).
  • Parasitismo (protozoários, helmintos).
  • Enterite/Colite.
  • Septicemia.
  • Toxemia.
  • Antibioticoterapia.
  • Manejo errado do terrário (temperatura, umidade).
  • Stress.
  • Doenças virais e fúngicas.
O seu animal pode apresentar alguns dos sintomas abaixo:
  • Desidratação.
  • Fraqueza/Letargia.
  • Anorexia.
  • Fezes moles, com alimentos não digeridos corretamente.
É muito importante levar o seu animal ao veterinário especializado para encontrar o diagnóstico através de:
  • Exame físico completo.
  • Histórico e anamnese.
  • Exame de fezes (parasitológico, cultura).
  • Hemograma e exames bioquímicos.
Ao obter um diagnóstico o seu animal deverá ser tratado conforme a causa:
  • Suporte nutricional (dieta rica em fibras).
  • Fluidoterapia (com ou sem suplementação de potássio).
  • Probióticos (ou fezes de animais saudáveis).
  • Antibiótico, antifúngico, antiparasitário.

É muito importante levar o animal ao veterinário especializado em animais silvestres assim que ele ficar "estranho" por ser muito difícil diferenciar em casa o que é sintoma de doença ou não. Se precisar agendar uma consulta é só mandar um email para drapardini@gmail.com

Verônica Pardini, DVM

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...