segunda-feira, março 31, 2014

Golfinhos-de-Irrawaddy

Faz tempo que não falo das criaturinhas estranhas que existem nos oceanos. Hoje, além do animal ser estranhamente lindo é também ameaçado de extinção (parece que a maioria dos animais que eu falo aqui estão ameaçados.... :( ).

Os golfinhos-de-irrawaddy são divididos em 5 sub populações, sendo a do Rio Mekong a mais ameaçada.


Encontrado nos estuários e próximo da costa do sudeste asiático, estima-se que exista entre 70-90 golfinhos em vida livre no Rio Mekong.

Animais não muito grandes, chegam a pesar 130kgs e a medir 2m de comprimento (no máximo) e podem viver até 32 anos.


Estes cetáceos são considerados sagrados para o povo de Lao e Khmer, além de serem parte importante do ganho mensal das várias famílias envolvidas com o turismo na região.

A maior ameaça para estes animais são os pescadores: infelizmente muitos golfinhos se enrolam sem querer nas redes de pesca e morrem.


A WWF, junto com grandes empresas (como a Coca-Cola), atua em vários projetos para salvar o golfinho-de-irrawaddy.

Verônica Pardini, DVM

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sexta-feira, março 28, 2014

Charlie e a foca

Bom dia sexta-feira!

Devo confessar que estou com inveja de uma pessoa hoje, e o nome dele é Charlie Bird Charles é um jornalista e locutor de rádio irlandês.

Mas o que ele tem de tão especial? Bom, ele teve uma experiência maravilhosa com alguns filhotes de foca em sua viajem pela Antártica. Confira:



Se isso não colocar um sorriso no seu rosto, nada coloca!
Um ótimo final de semana para vocês!
Verônica Pardini, DVM Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quarta-feira, março 26, 2014

A jornada rumo ao sonho americano (Internships e Residencies: Introdução)

A vida é bela, mas para quem tem o sonho de trabalhar e viver nos EUA, a vida além de bela é complicada, cheia de altos e baixos .... mas muito interessante.

Já expliquei vários passos de como validar o diploma fora do país, mas muitas pessoas me perguntam "e depois?".

A validação simplesmente te dá o direito de procurar um emprego nos EUA, ela não te garante o emprego.

O caminho que eu pretendo seguir para me tornar uma veterinária de zoológico e/ou aquário é o seguinte:
  1. Internship: a internship é uma complicação. Geralmente você faz um ano em clínica/hospital de pequenos ou grandes animais, e depois vai para uma internship de zoológico/aquário que pode durar até dois anos. Todas internships exigem que você tenha passado no NAVLE, mas algumas aceitam que você ainda não tenha passado no CPE (o que é o meu caso).
  2. Residency: pretendo conseguir uma residency focada em animais de zoológico/aquário. As residências tem duração de 3 anos.
  3. Emprego.
**Para os que tem o mesmo objetivo que eu: tenham em mente que é praticamente impossível conseguir uma posição de veterinário em zoológicos ou aquários sem ter feito internships e residência na área. 

No fim é "isso" que faz toda essa loucura valer a pena.

Conforme eu for passando por essas fases vou contando mais detalhes por aqui, ok?
Boa sorte para nós!

Beijos,
Verônica Pardini, DVM

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

segunda-feira, março 24, 2014

O papagaio mais raro do mundo

Uma ave que não voa, que pesa até 3kg e de hábitos noturnos é considerado o papagaio mais raro do mundo!


Te apresento o Kakapo (ou papagaio-mocho):


Estas aves são originárias da Nova Zelândia, um arquipélago que durante milhões de anos era habitado principalmente por aves e répteis. O Kakapo não aprendeu nem desenvolveu mecanismos de defesa para escapar de mamíferos predadores - o que deixou nosso amigo papagaio extremamente vulnerável depois que novos animais foram introduzidos em seu habitat pelos europeus.

Seu único método de defesa é ficar completamente paralizado e se camuflar - o que funciona perfeitamente para predadores que usam o sentido da visão (águias) para caçar, mas que não adianta nada para os que usam o sentido do olfato (mamíferos).

Estas aves podem viver entre 95-120 anos, mas infelizmente (para complicar o seu status de conservação) os machos atingem sua maturidade sexual apenas aos 4 anos e as fêmeas aos 6 anos!


Para tentar aumentar o número de animais na natureza foi criado o "Kakapo Recovery Plan", que consiste em translocar os papagaios para ilhas onde não existem predadores, mesmo assim há menos de 150 animais em vida livre.

Por sorte esse número tem aumentado nos últimos anos, então quem sabe essas criaturas carismáticas e amigáveis ainda tem uma chance de continuar existindo no planeta Terra.



Boa semana para todos!
Verônica Pardini, DVM

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sexta-feira, março 21, 2014

Guia do proprietário de primeira viagem: Coelho anão (Guia de raças)

Eu tenho percebido que a procura por coelhos anão como pet tem aumentado... além de extremamente fofinhos, mais interativos que os coelhos "normais", eles também são  muito amorosos.

Vantagens de ter um coelhinho de estimação: 
  • É um pet que não dá muito trabalho e de custo baixo.
  • São animais limpos e fáceis de cuidar.
  • Podem ficar soltos dentro de casa.
  • Não tem cheiro.
  • Não necessitam de banho (eles se limpam sozinhos).
  • Tamanho: 25-35cm de comprimento.
  • Peso: 1-2kg
  • Longevidade: 6-8 anos.
  • Fazem suas necessidades em um lugar especifico.

O que poucas pessoas sabem é que existe uma variedade de raças! Por isso aqui vai um guia rápido:

American Fuzzy lop - 2kg

Miniature Cashmere Lop - até 1,6kg

Dwarf Hotot - até 1,4kg
Holland Lop - até 1,8kg

Jersey Wooly - até 1,6kg

Lionhead - até 1,7kg
Certifique-se que você esta comprando o seu animalzinho de um criador confiável, infelizmente muitas vezes coelhos normais são vendidos como coelhos anão - fique atento!

Beijos e ótima sexta-feira!
Verônica Pardini, DVM

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quarta-feira, março 19, 2014

A jornada rumo ao sonho americano (Preparação para o CPE)

Vou confessar, não tenho ideia de como começar a estudar para esta prova.... é tanta coisa, tantos detalhes, tantos procedimento realizados de maneira diferente do que no Brasil.

Estou considerando algumas opções: dar um jeito milagroso de estudar sozinha, ou procurar um curso que me guie.

Olhando na internet achei um curso preparatório para o CPE na LSU (Louisiana State University), que é bem interessante.



O curso tem duração de 6 meses, sendo dividido em:
  • Tópicos especiais (4 semanas)
  • Cirurgia de pequenos animais (2 semanas)
  • Medicina de pequenos animais (2 semanas)
  • Medicina e cirurgia de equinos (2 semanas)
  • Medicina e cirurgia de animais de produção (2 semanas)
  • Anestesiologia (2 semanas)
  • Radiologia (2 semanas)
  • Patologia/Microbiologia/Parasitologia (4 semanas)
  • Eletivas (4 semanas)
*Durante as eletivas você pode escolher entre: oncologia, cardiologia, exóticos, emergência, oftalmologia...entre outros.

Este programa pode ser iniciado em: janeiro, maio e setembro de cada ano.

Gasto: 21450,00 dólares/semestre

Para mais informações acesse:
LSU ECFVG

Alguém tem mais alguma sugestão de como estudar para o CPE?
Verônica Pardini, DVM Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

terça-feira, março 18, 2014

De volta do passsado

Mil desculpas pela falta de posts, ser guia turística e trabalhar me deixou destruída! Mas valeu super a pena ..... acho que as minhas amigas aproveitaram bastante!

Vamos parar de enrolar e voltar a falar sobre o que interessa. Imaginem se os mamutes pudessem voltar a vida depois de milhares de anos da sua extinção!

O que antigamente era apenas um sonho distante, hoje pode se tornar realidade.

Um espécime de Mamute foi encontrado super bem preservado - a carcaça que tem mais de 43000 mil anos está melhor preservada que um humano enterrado há 6 meses.

Cientistas trabalhando na carcaça
Fígado do mamute encontrado

Pela primeira vez os cientistas encontraram células vermelhas, tecido muscular e gorduroso muito bem preservados - a provável coleta de DNA intacto nos ajudará a aprender mais sobre este animal ... e irá animar as discussões sobre clonagem.

A ideia de trazer uma espécie extinta de volta a vida envolve muitos problemas técnicos e éticos - criar uma criatura gigante pode ser difícil e cruel para o animal que seria sua "barriga de aluguel": o elefante; como poderemos escolher quais animais merecem ser salvos da extinção através desta técnica; como os filhotes irão aprender a viver nas condições de seu habitat gelado, se a sua "mãe elefante" só sabe viver em climas quentes/temperados; como o retorno de espécies antigas afetarão o ecossistema e as espécies existentes.

Devemos lembrar que o animal clonado seria diferente do mamute extinto, já que terá parte do DNA de um elefante. 

São muitos pontos para serem considerados e estudados antes de levar essa ideia para frente. Motivos maiores que a curiosidade humana são necessários para que essa "loucura" faça sentido.

O que vocês acham de tudo isso?

Verônica Pardini


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sexta-feira, março 07, 2014

Batalha: Python x Crocodilo

Amanhã chegam duas amigas minhas da Ohio State University para passar uma semana comigo (eba!)...como servirei de guia turístico, já peço desculpas pela menor quantidade de posts semana que vem!

Agora eu tenho uma pergunta para vocês....imagine uma batalha entre uma python e um crocodilo, quem você acha que ganharia?

Essa semana na Austrália essa batalha épica foi capturada em fotos. E a nossa grande campeã foi a python!!


Os animais foram identificados como uma python de oliva e um crocodilo de Johnson, ambos habitantes normais da região.

Biólogos afirmam que isso não é um fato isolado, crocodilos oferecem maior perigo mas são mais fáceis de atacar - por isso se tornam presas de serpentes regularmente.

E depois de uma refeição deste tamanho essa serpente só deve se alimentar novamente em um mês.

Beijo e um ótimo final de semana para vocês!
Verônica Pardini, DVM Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quarta-feira, março 05, 2014

Perguntas mais frequentes: Validação do Diploma dos EUA

Bom dia gente! Tudo bom?
Hoje resolvi fazer um  post respondendo as perguntas mais frequentes sobre a validação!

1) Quais destas provas preciso estar nos Estados Unidos e quais posso fazer do Brasil?

VeVET: O TOEFL e o NAVLE podem ser feitos no Brasil, o NAVLE é feito apenas no Rio de Janeiro, já o TOEFL pode ser feito em vários estados. O BCSE e o CPE tem que ser feito nos EUA (no estado de sua preferência).

2) Qual o visto necessário para a realização das provas?

VeVET: O visto pode ser o de turista mesmo para a realização das provas, lembre-se de entrar em contato com o consulado para saber com quanto tempo de antecedência você deve dar entrada do visto.

3) Qual o custo de todo o processo de validação (passagens, provas, material de estudo)?

VeVET: Não tenho o valor correto, mas estimo por volta de 40mil-45mil reais, não considerando os cursos de 6 meses que te ajudam a passar no CPE, eles custam por volta de 20000 dólares.

4) Todas as provas são em inglês?

VeVET: Sim, todas as provas (TOEFL, BCSE, NAVLE e CPE) são em inglês americano.

5) Minha faculdade não é reconhecida pela AVMA, e agora? Não posso validar meu diploma?

VeVET: Você não pode usar o ECFVG se a sua faculdade não é reconhecida pela AVMA. Mas existe um outro programa de validação, o PAVE, onde aparentemente (pelo o que eu estava vendo no site, mas não tenho certeza) você pode participar (http://www.aavsb.org/PAVE/). A única desvantagem do PAVE é que ele não é aceito em todos os estados dos EUA. O processo é bem parecido com o do ECFVG!

 6) Posso validar o meu diploma depois de formado?

VeVET: Sim, você pode - da mesma maneira que quem começa a validar durante a faculdade.


Vou atualizando este post conforme forem surgindo mais dúvidas!
Verônica Pardini, DVM
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

terça-feira, março 04, 2014

Visão de raio-X

Galerinha me perdoem pela falta de posts, mas trabalhei nesse carnaval então tudo ficou mais corrido. Mas estou de volta :)

Geralmente vemos um bichinho e não temos noção de como ele é por dentro, mas imaginem se tivéssemos visão de raio-X..... garanto que o mundo seria bem mais bizarro, como mostram as fotos abaixo:

Acho que eu vi um gatinho!

Lagarto: uma coluna gigante.

O sapinho faz hum-a-hum

A camuflagem não funcionou muito bem para este camaleão


Um patinho foi passear... 

O melhor amigo do homem
E por último, mas não menos importante Kermit, o Sapo:





















Bom carnaval para todos!!
Verônica Pardini, DVM Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...