quarta-feira, setembro 11, 2013

Mais que um peixe, um gigante!

Ahhh....o fundo do mar não cansa de nos surpreender! E quando essa "surpresinha" pesa mais de 2200kgs e mede mais de 3 metros, é difícil ela passar despercebida.

Vocês já imaginaram um peixe desse tamanho? Pois esse é o caso do Mola Mola, também conhecido como Peixe-lua.


O Mola Mola habita as zonas temperadas e quentes dos oceanos Atlântico e Pacífico.

Ele é o maior peixe ósseo conhecido e se distingue pela forma circular do seu corpo - para ajudar a deixar sua aparência mais estranha sua nadadeira caudal não é desenvolvida, pelo contrário, ela se dobra e cria o clavus! Então para locomoção, o peixe-lua depende do movimento das suas nadadeiras dorsal e anal.

O clavus é essa estrutura estranha localizada no local onde deveria existir uma nadadeira caudal.
Para atrapalhar ainda mais a vida, a maioria dos Mola Mola sofre com uma grande infestação de ectoparasitas (parasitas que ficam na pele) - as vezes se incomodam tanto com esses parasitas, que eles saltam uma altura de 3 metros fora da água para bater na superfície e tentar se livrar de alguns deles.

Esse peixe é frequentemente confundido com um tubarão por pessoas que avistam a sua enorme nadadeira dorsal na superfície.

Mais uma característica estranha: seus dentes se fundiram e formaram um "pseudo-bico" - um fato meio engraçado é que este pobre peixe não consegue fechar a sua boca por completo!

Olha a boquinha!
A refeição preferida destes gigantes é composta por águas-vivas, mas eles se contentam com pequenos peixes e grande quantidade de zooplancton - muitos morrem ao confundir sacos plásticos com água-viva :(. 

Bem diferente, não é mesmo?
M.V. Verônica Pardini


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nenhum comentário:

Postar um comentário