quarta-feira, setembro 25, 2013

1ª Reunião da Wildlife Disease Association América Latina

Como prometido estou aqui para comentar sobre a 1ª reunião da WDA América Latina.
A comissão organizadora está de parabéns, fizeram um trabalho fantástico!

Comissão organizadora
No fim do terceiro dia já havia assistido 38 apresentações, mas foi tão bom que fiquei com aquele gostinho de "quero mais". Pesquisadores de vários países (Espanha, Argentina, Brasil, Bolívia, Colômbia, EUA) se reuniram com o objetivo de apresentar trabalhos focados em doenças e medicina da conservação de animais de vida livre.

Fascinante, não? - haha bom pelo menos eu acho!

Alguns colegas e eu marcando presença na reunião da WDA :)

Como muitos trabalhos foram apresentados eu vou citar os que eu mais gostei!
  1. An investigation on avian malarian in magellanic penguins along the atlantic coast of South America (Vanstreels et al.) - muito interessante! Foi comentado que os pinguins são infectados nos centros de reabilitação, e não em suas colônias (neste caso, na Patagônia).
  2. Medicina da conservação na Mata Atlântica de Pernambuco e Arquipélago de Fernando de Noronha (Dr. Jean Carlos Ramos Silva).
  3. Parásitos de pingüino barbijo en tres localidades del territorio antártico (Gonzalez et al.) - descobri que existe (muito) carrapato na antártica, as fotos deste trabalho me deixaram passada!
  4. Soroprevalência de Anticorpos anti-Toxoplasma gondii em animais domésticos e silvestres invasores do Arquipélago de Fernando de Noronha, PE, Brasil (Marvulo et al.).
Não posso deixar de comentar que o coffee break e o almoço estavam uma delícia!

Almoço com a exposição de pôsteres
Quiches e tortinhas
Valeu muito a pena ter feito parte deste evento! Que venham os próximos!
M.V. Verônica Pardini Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

2 comentários:

  1. Hummm! Quanta coisa gostosa!

    ResponderExcluir
  2. como conseguir um intercambio,minha amiga mora no brasil e gostaria de pratica a veterinaria aqui em boston,ela forma esse ano.obrigado se poder informar.

    ResponderExcluir