segunda-feira, agosto 26, 2013

A ave mais perigosa do mundo

"Era uma bela manhã de verão, aquele tipo de manhã que você acorda empolgada ao ver o sol lá fora. Mas não era só o sol que me empolgava, era também o fato de perder um dia de aula para participar de procedimentos no zoológico (afinal a prática é muito mais legal que a teoria).

A única coisa que me vinha na cabeça era "O que será que vai acontecer hoje no estágio?". Tantos animais legais que me aguardavam! Mas como tudo que é bom dura pouco....mal sabia eu que naquele dia quente o principal deles seria um Casuar....."

Não sabe o que é um casuar? Bom, então darei uma pequena pausa para ilustrar a minha história.

Isso é um casuar:


Bonito né? Além de bonito é tímido, mas quando provocado... humm, vamos dizer que ele sabe se defender.

Essa ave da família das ratitas (emas, emus e avestruzes) pode correr a 50km/hr, pular 2 metros  de altura, é um exímio nadador e só para ajudar ele tem uma unha no pé que está mais para punhal - não é a toa que ele é considerado a ave mais perigosa do mundo.


Legal né? São animais que vivem nas florestas densas da Austrália, por isso eles têm esse "capacete" na cabeça. Essa estrutura ajuda na produção de sons de baixa frequência utilizados para comunicação.

Além disso, são animais muito importantes para a flora australiana! Muitas sementes precisam ser digeridas por eles antes de conseguirem brotar - ele não é de todo mal não é mesmo?

Agora que vocês já sabem o que é um Casuar vamos voltar à história - acho que vocês vão ficar meio decepcionados com o final, já que não envolve morte, fratura ou sangue.

"....Naquele dia teríamos que anestesiar o macho para retirar uma bandagem do seu pé. Beleza né? Procedimento simples: anestesia, retira a bandagem e acorda.... só que não. Anestesiamos, retiramos a bandagem, mas a parte do acordar deu canseira. Ele demorou 5 horas para acordar! 5 horas! E adivinha quem ficou de baixo do sol olhando o animal até ele acordar? A estagiária, claro - tudo bem, não troco esse dia por um dia de aula nunca, mas já tive dias melhores haha.

Pelo menos ele acordou, ficou bem. Depois desse dia cansativo, resolvi tentar entender o que aconteceu e descobri o quão difícil é anestesiar essas aves. Com certeza é um fato que eu nunca vou esquecer!"

M.V. Verônica Pardini Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

3 comentários:

  1. Nossa além de lindo, tem uma carinha de zangado! E é tímido? Quem diria! Vovô

    ResponderExcluir
  2. Humm! Carinha linda, mas que pezinhos feios! Tadinho né!...

    ResponderExcluir