quarta-feira, maio 08, 2013

A jornada rumo ao sonho americano (uma pequena pedra no caminho).

Acordei hoje e pensei muito sobre o que eu ia postar para vocês. Tenho contado histórias de sucesso (afinal, falar sobre as vitórias é fácil) da minha jornada para validar meu diploma nos EUA, mas hoje vai ser diferente...

Ontem recebi a triste notícia que eu não passei no NAVLE. Após meses e meses de estudo focado descobrir que todo o esforço não foi suficiente é decepcionante.

Ontem fiquei o dia todo pensando... "e agora?", confesso que está sendo difícil lidar com o "fracasso momentâneo". Sim, momentâneo.... porque o sonho de passar ainda existe, e desistir de tudo não é uma opção.

Nessas horas temos que olhar para frente, aprender com a decepção e deixar a memória ruim no passado. A questão agora é: o que eu devo fazer diferente para reverter esta situação?

Tudo tem uma solução e a minha é: me dedicar 200% para a próxima prova (em novembro) com ajuda do Vet PREP (já que estudar sozinha não foi o ideal).

Não sou de compartilhar textos longos, mas foi esse que me ajudou a "tocar a bola para frente" ontem.


"O que a vida me ensinou

Normalmente não me sinto motivado para leitura de livros de autoajuda e tão pouco tenho aptidão para escrever sobre este tema. Minha concepção sobre a vida é muito pragmática, no sentido que nada acontece por acaso, tudo tem uma razão de ser, e que um plano sem ação é meramente um sonho.

Uma coisa interessante é que sempre procurei planejar a minha vida, principalmente a vida profissional, contudo, por mais criatividade que eu poderia ter no estabelecimento de metas, a vida sempre se demonstrou ser muito mais criativa, fazendo de uma forma ou de outra que eu trilhasse por outros caminhos não planejados.

Não quero dizer com isto que não devemos planejar, e também que estes caminhos não planejados foram ruins, não posso afirmar isto, no final acredito que todos tiveram seu lado positivo, pois criaram oportunidades de aprendizado e vivência necessários para chegar ao meu atual estágio de maturidade. Também não quero dizer com isto que foram caminhos fáceis, muito pelo contrário, existiram muitos momentos difíceis, momentos de questionamentos, constrangimentos e desmotivação.

Por tudo que vivenciei ficou muito claro que a vida é como uma montanha russa, repleta de altos e baixos, sendo a mudança uma constante, e não uma exceção.

Na primavera de 2008, deixei o cargo de executivo em uma multinacional americana para iniciar uma carreira solo como consultor, e então começou uma nova etapa da minha vida profissional. Para completar, eu e minha família, depois de 27 anos morando na mesma região, nos mudamos para outra localidade, mudança que foi cheia de estresse.

Neste contexto de mudanças significativas, comecei a notar que a maneira como encarava e vivenciava os momentos mais tensos, fazia muita diferença nos acontecimentos posteriores, isto é, quando estava pessimista e desmotivado, além dos problemas se mostrarem maiores do que são, parece que as soluções custam muito para aparecer; por outro lado, quando enfrentava os problemas com mais otimismo e confiança, era muito mais fácil, algumas coisas começavam a acontecer de forma diferente e inusitada.

Bom, com isto aprendi algumas coisas que quero transmitir, e quem sabe ajudá-los a encurtar os caminhos mais tortuosos de suas vidas.

1 - Assuma 100% das responsabilidades de sua vida: não coloque a culpa no governo, no vizinho, na sorte, e etc. Somente você é responsável por tudo que está acontecendo com você, mais ninguém. Tenha consciência que somente você pode resolver seus problemas e conflitos, você é único, não existe ninguém como você e você é parte da criação, e a criação é perfeita.

2 – Elimine as desculpas de seu repertório: Temos um grande repertório de desculpas para explicar, deixar de fazer ou agir. Criamos desculpas demais e ações de menos. Mude, deixe de lado as desculpas, saia da zona de conforto que a desculpa nos coloca, crie e viva sem medo de ser feliz. Quando deixei de arrumar desculpas para não fazer ou não agir, os caminhos e soluções foram aparecendo de forma mais clara.

3 – Troque “eu não posso” por “eu posso”: isto faz uma grande diferença para sua autoconfiança, não podemos começar uma tarefa derrotado e negativo, pois assim realmente não teremos sucesso na empreitada. Sempre que comecei um projeto com confiança, mesmo não conhecendo sua totalidade o resultado foi mais positivo.


4 – Tenha consciência de que tudo que é novo gera desconforto: Algumas vezes deixei de trilhar novos caminhos por não entender que o desconforto é parte integrante e necessária para que possamos mudar de estágio. Assuma que precisa lidar com o desconforto e faz parte de seu caminho, mas também tenha consciência que ele é passageiro.

5 – Não minta para você: Nosso cérebro não foi planejado para mentir. A mentira afeta nossa fisiologia, ela enfraquece nossa musculatura e nosso sistema nervoso. A ilusão é uma forma de mentira que criamos em nossas mentes, ou nos achamos com super poderes, ou a pior pessoa do mundo. Tenha a exata consciência de suas virtudes e fraquezas somente assim deixamos a ilusão de lado e passamos a trabalhar de maneira verdadeira e efetiva.

6 – A vida é um experimento: Todo experimento tem a condição de sucesso e fracasso, sempre desta forma, quando o experimento não da certo, se aprende com ele e se segue para um novo experimento, com a vida é a mesma coisa, algumas vezes se tem sucesso, outras o fracasso. O importante é aprender com o fracasso e/ou erro e seguir para um novo experimento. Este é o ciclo de aprendizado e amadurecimento do ser humano. Foi difícil lidar com isto, pois sempre fui treinado para não falhar, não fracassar, ter alto desempenho, e realmente não lidava bem com o fracasso, aprendi a duras penas, e hoje em dia já lido com este tema de forma mais tranquila. Ter consciência de que o fracasso existe e faz parte do nosso ciclo de aprendizado me proporciona a motivação necessária para continuar em frente.

7 – Nunca é tarde para começar: Sempre ouvia esta máxima, mas não concebia isto como uma verdade, até que tive, por opção, recomeçar minha vida aos quase 50 anos de idade, e então compreendi que realmente nunca é tarde para começar um novo projeto, um novo estudo, uma nova forma de ver e viver a vida, enfim, sempre podemos fazer diferente, o que precisamos é de uma motivação para sair do lugar comum. Aprendi também que a vida se de uma maneira ou de outra se encarrega de nos tirar de nossa zona de conforto, ela nos testa para saber até onde estamos comprometidos com nossos objetivos.

8 – Não acredite em suas limitações: Acreditava demais em minhas limitações até compreender que elas existiam muito mais em meus pensamentos do que na realidade. Muitas vezes a limitação está relacionada ao meio que vivemos, as nossas crenças e a nossa cultura. Existe uma pesquisa que diz que somos a média das cinco pessoas mais próximas de nossa convivência, faz sentido quando sabemos que procuramos estar com pessoas que tenham a mesma crença, valores e culturas. Quando passei a trabalhar aquilo que imaginava ser uma limitação, outros caminhos se abriram, novas oportunidades apareceram. Romper com meus limites me proporcionou maior confiança para ultrapassar os obstáculos que a vida me oferece.

9 – Acredite no poder da visualização: Nosso cérebro não sabe a diferença entre a realidade e a imaginação, existem diversos experimentos comprovando isto. Desta forma é muito importante que visualizemos os objetivos e a forma de atingi-los da maneira mais detalhada possível. Lembro que quando participava de provas equestres de salto, algumas vezes, quando estava muito tenso, eu fechava os olhos e me visualizava mentalmente fazendo o percurso, ultrapassando todos os obstáculos, como se fosse um profissional da equitação, isto me proporcionava tranquilidade e confiança para entrar na pista, o interessante é que o sentimento era de como se já não fosse novidade, melhorando muito meus resultados. O mesmo deve acontecer em nossas vidas, devemos visualizar os objetivos e como chegaremos lá. Da mesma forma se visualizamos de forma negativa, temos uma grande chance de ter resultados negativos. A ciência quântica, que é a ciência das possibilidades, diz que tudo é energia, matéria é energia consolidada, e que nossos pensamentos também geram energia, e isto deve fazer uma grande diferença em nossas vidas. Por isso procure visualizar a vida de forma positiva.

10 – Defina e se comprometa com os seus objetivos: Sonhar grande é o mesmo esforço de sonhar pequeno, por isso tenha objetivos que lhe inspire e que façam sentido em sua vida. Pensamento, sentimento e ação devem ser integrais em sua vida, não é possível ter sucesso se não trabalhar estes três atributos. O espaço entre o hoje e seus objetivos deve ser cruzado mentalmente, o cérebro trabalha como um aparelho de GPS, ele traça a rota até o objetivo, independentemente da nossa vontade ou não. O cérebro processa 400 milhões de bits, mas somente temos 2000 bits de processamento consciente, existe uma enorme atividade em nosso cérebro que desconhecemos. Escreva seus objetivos, coloque datas para chegar lá, e nosso cérebro trabalhará para isto. Se comprometa com seus objetivos, escreva-os, esteja em contato diariamente com eles, e trabalhe muito. Sonho não funciona sem ação e muito trabalho.

11 – Nem todas as ações funcionam: Tenha consciência que nem todas as ações funcionam como planejado, não tem problema, obtenha feedback se possível, revise o plano e siga em frente. Como já dissemos, o universo nos testa para saber quão comprometidos estamos com os nossos objetivos. Rejeite a rejeição, o fracasso, nunca desista, siga em frente sempre, persevere, sempre com pensamentos positivos.


Ainda estou aprendendo, na realidade sempre que penso que já conheço tudo, vem à vida e me mostra que não sei nada, por isso estes pontos acima devem se modificar no tempo, mas até o momento é desta forma que tenho conseguido ultrapassar as vicissitudes que o universo me oferece.


Espero que este tema possa ajudá-los a ter uma vida mais equilibrada e com mais sucesso."
 

Por Eduardo Person Pardini (Texto original)

Motivação sempre!
M.V. Verônica Pardini  
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nenhum comentário:

Postar um comentário