segunda-feira, abril 08, 2013

Da fantasia à realidade: Dragões!

Pessoas modernas são céticas por natureza. Talvez isso aconteça porque crescemos lendo, ouvindo e assistindo histórias fantásticas, só para descobrir mais tarde que o mundo não é tão emocionante. Monstros não existem. Mágica não existe. Papai noel, Coelho da Páscoa e a Fada do Dente não existem. Mas toda história criada tem um fundinho de verdade!
Vamos dar ao nosso cetismo uma dose de realidade lendo um pouquinho sobre os verdadeiros dragões!

Teorias sobre o que inspirou as histórias de dragão incluem crocodilos pré históricos e ossos de dinossauros, porém nós não podemos chamar estes de dragões verdadeiros, já que os seres humanos nunca conviveram com dinossauros, e os crocodilos eram muito pequenos. É agora que o Megalania (Varanus priscus ou Megalania prisca) entra na história, um ancestral do dragão de komodo que aterrorizava os aborígenas da Austrália. Ele media 8 metros de comprimento e pesava quase 2 toneladas, sua saliva venenosa fazia com que as pessoas sangrassem até morrer.

Megalania
Hoje em dia temos o dragão de komodo (Varanus komodoensis). Talvez não tão aterrorizante quanto o seu ancestral, mas ainda sim fascinante.

Dragão de Komodo
 Características:
  • Habitat: Indonésia.
  • Existe há milhares de anos, mas a sua existência era desconhecida até aproximadamente 100 anos atrás.
  • Carnívoro - são os predadores dominantes da região onde vivem (mesmo se a sua presa fugir após ser mordida, o contato com a saliva do dragão (que contém mais de 50 tipos de bactéria) irá matá-la em 24horas, então o animal segue sua presa até ela vir a óbito).
  • Pode comer até 80% do seu peso em uma única refeição!
  • Longevidade: 30 anos+.
  • Tamanho: 3 metros de comprimento e 150kgs.
  • Em risco de extinção (tem uma população estável de 3000-5000 indivíduos, mas com a morte de algumas fêmeas, eles estão sendo considerados em risco de extinção).
  • Consegue correr até 18 kph em curtas distâncias.
Dragão de Komodo
Para nossa sorte eles não cospem fogo nem voam, não é mesmo??

M.V. Verônica Pardini Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nenhum comentário:

Postar um comentário