quinta-feira, fevereiro 28, 2013

Sorteio: Hora de comemorar as 1500 visualizações!

Gostaria de agradecer muito todos que estão acompanhando o blog! 

Chegar nas primeiras 1500 visualizações é motivo de comemoração! Por isso estou aqui para presentear vocês com um sorteio!!

Esta linda girafinha está a procura de um novo lar!!


Quer levar ela para casa? Então se inscreva!!

Quem pode participar?
  • Qualquer pessoa que tiver residência fixa  no Brasil.

Como vai funcionar:
  • Clique aqui e entre na página do Blog no Facebook.
  • Depois de curtir a página, envie uma mensagem com o seu nome, email e conte o que você mais gosta no blog!
  • Você poderá se inscrever até o dia 14 de março de 2013!

Pronto agora é só esperar o sorteio que ocorrerá no dia 15 de março de 2013!

Ela está ansiosa para saber quem vai levá-la! Então não perca tempo e se inscreva!! :)


Boa sorte!!

M.V. Verônica Pardini Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quarta-feira, fevereiro 27, 2013

Trabalho em equipe salva vidas!

Acabei de assistir este vídeo e não pude não compartilhar com vocês! Além de ser bonitinho a mensagem é muito legal! 

Ele incentiva o uso de ônibus, e além disso, mostra como é mais fácil superar situações problema quando trabalhamos em grupo. O melhor de tudo é que ele usa sociedades do mundo animal como exemplos (alguns um pouco fantasiosos, mas que conseguem passar a mensagem...e às vezes é isso que importa não é mesmo?)

Assista!


M.V. Verônica Pardini
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

A jornada rumo ao sonho americano (TOEFL)

Hoje é dia de seguir com a nossa jornada rumo a validação do diploma nos EUA!

Nossa próxima parada é a comprovação de fluência da língua inglesa.
Calma, não é o bicho de 7 cabeças que a maioria das pessoas pensa que é.

Como eu disse em um post anterior, você pode comprovar esta fluência através de algumas provas: iB-TOEFL, o IELTS e o CAEL.

Eu escolhi fazer o iB-TOEFL (feito no computador), por isso é sobre ele que eu vou falar hoje!


Esta prova verifica a sua capacidade de entender inglês em um nível de Universidade, avalia quão bem você sabe escutar, ler, falar e escrever em inglês.

O ECFVG exige nota mínima de:
  • 25 no "Listening".
  • 22 no "Writing".
  • 22 no "Speaking".
  • 23 no "Reading" 

**Leve em consideração que o máximo de pontos que é possível fazer em cada parte é 30.

São notas altas, portanto é necessário se preparar para esta prova caso você não esteja 100% seguro com o seu conhecimento da língua.

Neste link tem ofertas de materiais para preparação (nunca comprei nenhum por isso não posso opinar sobre qual é melhor). Aqui você também encontra um teste de graça, o qual vai te ajudar a se familiarizar com o formato da prova! (Aconselho baixar, realmente te faz ter uma noção do que esperar no dia da prova).

http://www.ets.org/toefl/ibt/prepare/

A dificuldade maior não são as questões, mas sim o pouco tempo que temos para respondê-las. Saiba administrar o seu tempo.

Dica: na parte do "Reading" o tempo fica muito curto, o que eu faço é ler a pergunta e procurar no texto a resposta. Não dá tempo para ler todo o texto para depois começar a responder as questões!


Neste link tem um vídeo que explica tudo sobre o TOEFL:

http://www.ets.org/s/toefl/flash/17494/TOEFL_Resources_Web_Video.htm

Custo: No Brasil a prova custa 250 dólares.

Depois de ter feito o teste, o resultado demora aproximadamente 2 semanas para sair. Você poderá ver ele online, e você também receberá via correio, neste formato:





Caso você tenha conseguido a nota necessária, peça no site do TOEFL que uma cópia do seu resultado seja enviada para o ECFVG (Código: 1212).

Se você não conseguir a nota exigida na primeira vez, NÃO DESANIME... é só estudar mais e repetir o teste ok? Tudo vai dar certo!!

Dica: Se você fez o TOEFL nos últimos dois anos antes da "Application" e a nota atingiu o que o ECFVG exige, você pode enviar este resultado para eles!! O TOEFL tem validade de 2 anos!

:)
M.V. Verônica Pardini Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

terça-feira, fevereiro 26, 2013

Hiperparatireoidismo nutricional secundário em Iguanas

Doenças osteo-metabólicas em répteis são comuns no dia-a-dia do veterinário de animais exóticos, principalmente naquelas espécies que não se alimentam de presas inteiras, como as iguanas.


Causas:
  • Erro de manejo.
    • Não exposição dos animais à raios UV.
  • Erro na dieta.
    • Deficiência prolongada de cálcio ou vitamina D3 na dieta.
    • Proporção fósforo:cálcio errada (excesso de fósforo).

Patologia:
  • Hipocalcemia --> produção excessiva de paratormônio pela paratireoide --> cálcio é retirado dos ossos para suprir esta deficiência.

Sinais clínicos:
  • Deformidade facial (afeta e amolece a mandíbula).
Caso avançado de HPNS em uma jovem Iguana (Iguana Iguana) (Fonte: Reptile Medicine and Surgery, Maden)

  • Tremores dos digítos.
  • Prolapso cloacal.
Prolapso cloacal em Iguana (Iguana Iguana) (Fonte: Reptile Medicine and Surgery, Maden)

  • Fraturas patológicas de ossos longos e coluna vertebral.
Fratura patológica de coluna em uma jovem Iguana (Iguana Iguana) (Fonte: Reptile Medicine and Surgery, Maden)

  • Rotação horizontal da escápula.
Na primeira figura a seta vermelha mostra uma escápula normal, já a segunda imagem mostra a escápula de um animal com HPNS (Fonte: Reptile Medicine and Surgery, Maden)

  • Fasciculações musculares.
  • Anorexia.
  • Andar apoiando nos carpos.
Iguana (Iguana Iguana) se locomovendo apoiando nos carpos (Fonte: Reptile Medicine and Surgery, Maden)


Diagnóstico:
  • Sinais clínicos.
  • Exames radiográficos (diminuição da densidade óssea).
  • Cálcio sérico normal ou levemente diminuído.

Tratamento:
  • Correção de manejo.
    • Banhos de sol ou lâmpada UV na gaiola (importante para o metabolisto da vitamina D que ajuda o cálcio a ser absorvido nos intestinos).
    • Banhos de sol: o animal precisa ter contato dos raios solares com a pele! Não adianta ele ficar dentro de uma gaiola, o raio UV é filtrado pelo vidro comum e o animal não recebe a quantidade necessária!
  • Se esta exposição não é possível ou não é suficiente: suplementar a dieta com Vitamina D3.
Somente correção do manejo não é  suficiente para melhorar o seu pet!

  • Suplementação de cálcio.
  • Suplementação de calcitonina.
    • Animais deve estar normocalcêmico!
Prognóstico:
  • O prognóstico é ruim, senão for tratada rapidamente.
  • Retrocede após muitos meses o que exige muita paciência e motivação da parte do proprietário do animal.
  • As deformações da coluna vertebral e das mandíbulas são freqüentemente
    irreversíveis. 
  • A eutanásia é aconselhada quando as deformações fazem com que
    os animais percam a capacidade de locomoção. 

Lembre-se este texto é para referência e aprendizado! Se o seu animal está "estranho" leve à um VETERINÁRIO especializado ok?

M.V. Verônica Pardini Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

segunda-feira, fevereiro 25, 2013

O Canguru africano que não é um Canguru!

Veterinária do Zoológico: "Estamos indo ver o Peeps!"
Eu: "O que é um Peeps?"
Veterinária do Zoológico: "É um Springhass.... o animal mais bonitinho que você já viu!"

Ela não estava mentindo! Foi assim que começou a minha paixão por essas adoráveis, as vezes temperamentais, criaturas.

Este é o Peeps, Minha pequena paixão! (Fonte: Arquivo Pessoal)

O Springhass, ou em português a lebre-saltadora (Pedetes capensis) até parece um pequeno canguru com suas longas pernas e sua locomoção por meio de saltos, mas na verdade ela é pertencente a família Rodentia, assim como os esquilos, pacas e castores.



Informações:
  • Habitam o continente Africano (África do Sul, Zaire e Kenya).
  • Eles habitam locais onde o solo é de areia ou mais seco. Podem também ser encontrados em locais de criação de gado e plantações de aveia e trigo.
  • Eles cavam buracos para morar.
  • Pelagem fina e macia, sem uma segunda camada de pêlo.
  • Seus ouvidos são protegidos para evitar que areia entre enquanto eles cavam.
  • São pequenos animais que pesam entre 4-5kgs.
  • Vivem aproximadamente 15 anos.
  • São noturos, mas eventualmente podem ser ativos durante o dia.
  • São herbívoros, mas ás vezes podem comer insetos.
  • São solitários na natureza, mas convivem bem com outras lebres em cativeiro.
  • São caçados na África como alimento.
  • Seu status na IUCN é de "Vulnerável" - sua população diminuiu mais de 20% nos últimos 10 anos (caça e perda de habitat).
Estes roedores em cativeiro vivem pacificamente com outras espécies no mesmo recinto, um exemplo são os armadillos!


São de manejo relativamente fácil, e geralmente são dóceis..... mas se uma lebre-saltadora não gostar de você ela pode te morder!

No meu caso ser amiga do Peeps foi uma tarefa fácil a partir do momento que eu descobri que ele é apaixonado por amendoins!
Ele teve sua cauda amputada após um ferimento, portanto tinhamos que fazer bandagens diárias, e com poucos amendoins durante o procedimento ele ficava tranquilo e feliz :)

Troca da bandagem (Fonte: Arquivo Pessoal)


E vocês têm algum animal favorito ou uma história para contar? Escreva para drapardini@gmail.com e a sua história pode fazer parte do blog!

M.V. Verônica Pardini Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

domingo, fevereiro 24, 2013

Nascimento de uma orca!

Olhando na internet achei esse vídeo e decidi compartilhar com vocês. A natureza é simplesmente fantástica, e poder presenciar o parto de um animal desses é mágico!


Esse filhote de orca (Orcinus orca) nasceu na Sea World, pesando entre 135-145kgs. Logo após do parto, o filhote instintivamente nada em direção à superfície para respirar pela primeira vez. A gestação das Orcas dura aproximadamente 18 meses. Os treinadores e veterinários monitoram tanto a mãe quanto o filhote 24hrs por dia durante a primeira semana de vida. 

Bom domingo para todos vocês!

M.V. Verônica Pardini
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sexta-feira, fevereiro 22, 2013

Guia do proprietário de primeira viagem: Porquinho-da-índia (Banho)

Hoje é o penúltimo post deste guia prático para os donos e futuros donos de porquinhos-da-índia!


O mais importante de tudo é saber que eles são animais muito limpos, por isso banho na maioria das vezes não é necessário. Portanto não exceda a quantidade de vezes que você faz isso por ano (no máximo 3x/ano e apenas quando recomendado)!

O que você vai precisar:
  • Bacia rasa com água morna.
  • Shampoo para roedores (ou para bebês).
  • Toalha.
  • Secador.
  • Escova macia de bebê.
 Como fazer:
  • Colocar seu porquinho dentro desta bacia com água morna (não encher a bacia toda, só o suficiente para cobrir metade do corpo do animalzinho).
  • Lavar ele com o shampoo próprio para animais ou para bebês (não molhar a cabeça, no máximo passar a mão úmida de água! Cuidado para não molhar dentro do ouvido).
  • Enxaguar totalmente com cuidado (não deixar nenhum resquício de shampoo).
  • Secar o animal por completo com secador frio (não deixar o animal úmido! Manter distância de 30cm entre o secador e o animal).
  • Escovar os pelos com a escova macia (se for de pelo longo escovar semanalmente).
Verônica Pardini, DVM Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quinta-feira, fevereiro 21, 2013

Olha o passarinho!

Escutamos e falamos essa frase diariamente, não é mesmo? Mas será que esta está correta?
As vezes está e as vezes não! Como assim?

Aqui vai uma frase para você não esquecer:

Todo pássaro é ave, mas nem toda ave é pássaro!

A Classe das Aves é compostas por várias ordens, vou citar algumas delas:
  • Piciformes (Tucanos).
  • Strigiformes (Corujas).
  • Columbiformes (Pombas).
  • Psittaciformes (Psitacídeos).
  • Falconiformes (Falcão, Abutre). 
  • Passeriformes (Pássaros).  
Entre várias outras.
Portanto, os Passáros fazem parte da Ordem Passeriformes, algumas espécies que compõe essa família são:
  • Pardal (Passer domesticus).
Pardal (Fonte: Salim Alin Foundation)
  • Sabiás (Turdus sp).

Sabiá-Laranjeira (Fonte: foguinho.net)
  •  Gralhas (Cyanocorax sp).

Gralha-azul (Fonte: testweb.no.comunidades.net)
  • Canários.
Canário-da-Terra (Fonte: guiapetecia.com.br)

Estas aves PODEM ser chamadas de "passarinho".

Mas se não quiser errar nunca, é só falar: "Olha a ave!" :)


Espero que tenham gostado,
M.V. Verônica Pardini


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quarta-feira, fevereiro 20, 2013

A jornada rumo ao sonho americano (ECFVG: Application)

Boa Tarde! 

Espero que no post da semana passada eu não tenha te desmotivado em relação a validação do seu diploma nos EUA.
Como havia prometido estou aqui para te ajudar, vou dar dicas e detalhes para facilitar a sua vida, e mostrar que é possível realizar o seu sonho.

Hoje vou falar do primeiro passo da sua jornada: a "Application" no ECFVG. Essa é a parte burocrática, mas é fácil fazer.

Para completar esta etapa (step 1) você vai precisar:

1. Preencher a "Online Application" - na minha época tive que mandar tudo por correio, mas agora eles estão fazendo pela internet! 

Neste link tem um resumo de todos os passos, e também o link para começar a sua application.
https://www.avma.org/ProfessionalDevelopment/Education/Foreign/Pages/ECFVG-pp-steps.aspx#step1 

2. Fazer o pagamento de $1000,00 (USD) - pode ser feito com cartão de crédito (Visa, Mastercard, American Express) ao final da "Online Application".

Dica: ao final de todo processo de certificação você irá gastar aproximadamente $8000,00 (USD).

3. Você terá que enviar para o ECFVG alguns documentos:
Endereço: ECFVG, American Veterinary Medical Association, 1931 N Meacham Road, Suite 100, Schaumburg, IL 60173-4360, USA.

Dica: já tenha tudo preparado antes de fazer sua application, e envie todos esses documentos no mesmo dia que você preencher a application. Eles devem chegar lá nos EUA até 7 dias após você completar sua "Online Application".
  • A página de confirmação ao final de "Online Application" completa e com firma reconhecida em cartório - é o único documento que não dá para deixar pronto antes de preencher a application.
  • Duas fotografias suas (tipo passaporte).
  • Uma cópia reconhecida em cartório ou enviada diretamente pela faculdade do seu diploma e histórico escolar, enviar os dois documentos com uma cópia em português e uma cópia da tradução juramentada para inglês - TODAS as cópias devem ser reconhecidas em cartório.  
    • Se você está no ultimo ano da faculdade, enviar: o histórico escolar dos anos já cursados (como descrito acima) e uma carta do diretor da faculdade de veterinária dizendo que você irá se formar no final do ano. Depois que você se formar enviar os documentos (diploma e histórico escolar como descrito acima).
Pronto você já está no programa!

Outros detalhes:

Mas e se você quiser desistir, você vai receber seu dinheiro de volta?
  • Se você desistir até 60 dias após completar a "Online Application" você receberá de volta $750,00 (USD), mas se passar deste período você não receberá nada.

A cada dois anos (caso você demore mais de 2 anos para completar o programa) você tem que pagar uma taxa de $100,00 (USD) para permanecer ativo no ECFVG.

O ECFVG mandará para o diretor da sua faculdade um "Certificado de Graduação" com a sua foto, este documento deve ser preenchido pelo diretor ou outro responsável e enviado de volta ao ECFVG.
  • Mesmo sem o Step 1 completo, você pode dar andamento ao Step 2 (TOEFL) e ao Step 3 (BCSE), só não poderá fazer o Step 4 (CPE).


Ufa! A primeira parte já foi!! Logo vocês já terão terminado todo esse processo! Não entrem em pânico! :)


Não esqueça... a recompensa por todo esse trabalho é fazer com que AMA! (Fonte: Arquivo Pessoal).


Qualquer dúvida mandem para: drapardini@gmail.com

M.V. Verônica Pardini Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

terça-feira, fevereiro 19, 2013

Doenças Nutricionais em Aves

As aves têm alta exigência metabólica e hábitos alimentares que precisam ser respeitados, por isso são propensas a várias deficiências nutricionais.
A  dieta equilibrada em forma de mix pode ser inadequada caso a ave não coma todas as partes da mistura.


Deficiência de Vitamina A
  • Aves necessitam de grande quantidade de vitamina A.
  • A hipovitaminose A é uma das deficiências mais comuns em aves de estimação. 
  • A vitamina A é importante para a diferenciação das células epiteliais e ajuda no correto funcionamento do sistema imunitário 
  • Os sinais clínicos da deficiência de vitamina A incluem:
    • Sinusite.
    • Metaplasia escamosa dos tecidos epiteliais. 
    • Má condição da pele.
      • Hiperqueratose.  
Hiperqueratose (Fonte: azexoticbirdrescue.org)

Deficiência de cálcio
  • A deficiência mineral mais comum em aves de estimação.
  • Funções do cálcio:
    • Formação da casca do ovo (falta de cálcio pode levar a distocia). 
    • Formação óssea 
    • Coagulação sanguinea. 
    • Funcionamento neuromuscular e cardíaco.  
  • Dieta constítuida apenas com sementes contém apenas cerca de 20% dos valores exigidos de cálcio.
  • Papagaio-do-congo e jandaias têm maior susceptibilidade.
  • Evite essa condição ofereçendo alimentos ricos em cálcio como: repolho, couve, agrião, ou suplemente com blocos de cálcio.

Distocia

Deficiência de aminoácidos essenciais

  • Animais com dietas constítuidas apenas de sementes.
  • A maioria dos grãos, frutas, vegetais e sementes contêm proteínas de baixo valor biológico.Cacatuas são mais susceptíveis.
  • Os sinais clínicos incluem anemia e diminuição da massa muscular.
Excesso de gordura na dieta:
  • Mais comumente um problema de araras, Amazonas, cacatuas e periquitos. 
  • Pode levar a: 
    • Lipidose hepática. 
    • Pode evoluir para insuficiência hepática. 
  • Desenvolvimento de xantomas / lipomas.

Lipoma

Excesso de açúcar na dieta: 
  • Doces ou grandes quantidades de frutas doces podem resultar em fermentação de açúcares simples, formando um ambiente anaeróbio no intestino, o que promove o crescimeno da bactéria Clostridium perfringens e pode resultar em uma doença grave que ameaça a vida do animal.

Lembre-se este texto é para referência e aprendizado! Se o seu animal está "estranho" leve à um VETERINÁRIO especializado ok?

M.V. Verônica Pardini Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

segunda-feira, fevereiro 18, 2013

O tesouro da China

"Há muito tempo atrás, quando os pandas ainda viviam nas montanhas do Tibete, eles eram brancos como a neve. Eles eram amigos de quatro pastorinhas que olhavam seu rebanho, na montanha próxima à sua vila. Um certo dia, enquanto estas pastorinhas estavam brincando com o filhote de um dos pandas, um leopardo pulou de trás de uma moita e tentou atacar o filhote. As meninas se jogaram na frente do pandinha e foram mortas pela fera.
Todos os pandas da região ficaram muito tristes com a morte das pastorinhas e organizaram um velório para honrá-las por sua coragem. Para lembrar o sacrifício delas pelo filhote, todos os pandas colocaram cinzas pretas em seus braços (como era costume da região). Ao chorar  pela morte das pastorinhas, os pandas limpavam seus olhos com as suas patas, eles cobriam seus ouvidos para não escutar o choro, e se abraçavam em luto. Ao fazer isso as cinzas se espalharam e pintaram de preto o seu pêlo. Os pandas não lavaram as cinzas para nunca se esquerem das meninas. Até hoje os pandas têm as marcas pretas para sempre se lembrarem."
       - Lenda Tibetana sobre a pelagem dos pandas.

Como ser um panda

Os Pandas Gigantes (Ailuropoda melanoleuca) são o tesouro Nacional da China, e são também o símbolo da conservação na WWF.
Estes ursos são muito diferentes dos outros membros da família Ursidae.

(Fonte: www.npr.org)

Características:
  • São pequenos, uma fêmea pesa aproximadamente 80 kgs e um macho 160kgs. 
  • São classificados como carnívoros, mas 99% da sua alimentação consiste de bambu (o bambu tem pouco valor nutricional, por isso eles ingerem grande quantidade por dia - 10-13kgs).
  • Têm mandíbula potente devido a sua alimentação (dente molar grande e músculos mandibulares fortes para esmagar o bambu e alcançar os brotos internos).
  • Têm esôfago grosso e resistente para conseguir ingerir as lascas de bambu.
  • Sua pata tem 5 dedos e um tipo de dedão (para segurar os bambus).
Panda comendo bambu no Memphis Zoo (Fonte: Arquivo Pessoal)
  • Olho com fenda (como os gatos) e não redondo como em outros ursos.
  • Em cativeiro geralmente vivem em pares, mas na natureza eles são mais solitários.
  • Pandas não hibernam.
  • Habitam pequenas regiões nas montanhas da China central.
  • Em cativeiro: eles têm capacidade de iniciar sua vida reprodutiva ainda quando jovens, mas o problema é que eles não apresentam interesse até vários anos depois, e mesmo quando eles cruzam nem sempre há sucesso de fertilização.
  • Na natureza: em termos de reprodução é similar a outros ursos.
  • Gestação: 95-160 dias - 1 filhote a cada 2 anos.

Panda e seu filhote (Fonte: giant-panda.com)
  • Longevidade: 14-20 anos na natureza e 30 anos em cativeiro.
  • Existem apenas 1600 animais na natureza, sendo um dos animais mais ameçados de extinção do planeta - devido a caça ilegal e destruição de habitat.
  • O governo chinês criou mais de 50 reservas que protege aproximadamente 45% da população de panda.

Alguns sites de projetos de conservação dos pandas gigantes:

Panda Conservation Projects in China (conheça algumas oportunidades de viajar e ajudar estes animais)
http://www.globalvolunteerprojects.org/conservation/china.htm

WWF (conheça mais sobre os projetos desta organização)
http://wwf.panda.org/what_we_do/where_we_work/project/


Porque não acabar este post com uma dose de fofura?

 
Vídeo da Chengdu Panda Base

Espero que tenham gostado!

M.V. Verônica Pardini
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

domingo, fevereiro 17, 2013

Não importa o tamanho...todos merecem nosso cuidado!

Ao escolher ter um animal de estimação, seja ele um cachorro, periquito, cobra ou qualquer outro ser vivo, tenha em mente que todos eles necessitam de cuidados!

Minha prima me mandou este vídeo e achei válido compartilhar!

Este peixinho-dourado tem uma doença que compromete a sua flutuação, fazendo com que ele fique largado no fundo do tanque. A dona tentando melhorar a qualidade de vida dele, fez essa "bóia" que possibilita a movimentação do peixinho pelo aquário.


Legal né?

Bom final de domingo!

M.V. Verônica Pardini Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sexta-feira, fevereiro 15, 2013

Guia do proprietário de primeira viagem: Porquinho-da-índia (A gaiola ideal)

Depois de escolher o seu porquinho-da-índia com ajuda do post da semana passada, está na hora de levá-lo para casa!

Lembre que este animalzinho é medroso e inseguro, dê um tempo (que pode variar de dias a semanas) para ele se acostumar com a nova casa e com você. Por isso não se sinta rejeitado caso ele não seja muito sociável neste começo, não é nada pessoal!



Logo vocês serão melhores amigos! (Fonte: attackofthecute.com)
Para fazer com que ele se sinta mais em casa monte a gaiola maneira correta! Aqui vão algumas dicas:

Quanto de espaço ele precisa? No minimo 30 x 60 cm (e 30 cm de altura), mas claro que maior é sempre melhor!

A melhor opção de gaiola não é uma gaiola, mas sim um cercadinho de telas aramadas (você pode montar de vários tamanhos e formatos).


(Fonte: cidadedosporquinhos.blogspot.com)
Eles devem ter um lugar onde possam se esconder (como a casinha na imagem acima), e brinquedos próprios para porquinhos da índia.

Estes animaizinhos geralmente preferem defecar em um canto, portanto é aconselhável ter uma caixinha "banheiro" para ajudar na limpeza da gaiola, essa caixinha pode ser preenchida com papel toalha rasgado e deve ser limpa diariamente. Deixar o feno próximo do banheiro ajuda a incentivar o porquinho da índia usar o seu banheirinho!
Deixe a gaiola em um local quieto, que tenha ventilação e que mantenha uma temperatura amena (20°C-24°C) - estes animais são sensíveis tanto ao frio quanto ao calor (temperaturas fora desta zona de conforto podem matar o seu porquinho)!
Forragem: há algumas outras opções, mas a melhor, na minha opinião, é constituída de duas camadas.
  1. Camada de baixo: material absorvente (ex: toalha, fraldinha).
  2. Camada de cima: soft (fleece, manta polar).

    (Fonte: www.porquinhodaindia.info)
É visualmente muito bonito. O soft não absorve a urina, a deixa passar por ele, sendo absorvido pela camada de toalhas abaixo dele. Não fica com cheiro forte rapidamente, como outras forrações.
É reutilizável e os porquinhos da índia gostam muito.

A limpeza diária é simples, apenas recolher as fezes que ficam sobre ele; a limpeza completa é a cada 5 dias ou semanal, dependendo do espaço x número de porquinhos. 

Sempre que for brincar com ele fora de sua casinha, tome cuidado com fios elétricos, plantas ou objetos que podem cair em cima do animalzinho.

Verônica Pardini, DVM

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quinta-feira, fevereiro 14, 2013

Happy Valentine's Day!

Hoje é o dia de São Valentim nos EUA, é o "Dia dos Namorados" deles! Então para descontrair ai vai uma fotinho para celebrar este dia!

Beijo de Morsa (Odobenus rosmarus)

M.V. Verônica Pardini Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Rinocerontes Negro e Branco....Nem entre eles a cor importa!

Com certeza você já visitou algum zoológico e viu aquele animal lindo e enorme que parece vestir uma armadura, não é mesmo? Mas você sabia que existem 5 diferentes espécies de rinoceronte?

As espécies:

Rinoceronte-branco (Ceratotherium simum).
Rinoceronte-negro (Diceros bicornis).
Rinoceronte-de-sumatra (Dicerorhinus sumatrensis).
Rinoceronte-de-java (Rhinoceros sondaicus).
Rinoceronte-indiano (Rhinoceros unicornis) 

Hoje vou comentar sobre as diferenças entre os Rinocerontes-negros e os Rinocerontes-brancos!
Sempre quando toco nesse assunto com amigos, a primeira coisa que eles me respondem é: "Ué..Um é preto e outro é branco". Mas isto não é verdade!

Na realidade a história da "cor" é simplesmente um mal entendido. Os holândeses chamavam os rinocerontes de "Weid mond rhino", que significa "Rinoceronte de boca larga", mas os Ingleses traduziram esse nome para "White", por isso que hoje em dia chamamos, erroneamente, de rinoceronte-branco.

Você consegue diferenciá-los neste video?



Mas vamos lá, hora de conhecer as reais diferenças:

A primeira característica que é facilmente visualizada é o formato dos lábios.
Fonte: www.color2learn.com
Outras características:

Rinoceronte-negro:
  • São menores que os brancos. Um macho adulto pode pesar por volta de 1000kg.
  • Seus lábios pontudos servem para ajudá-lo a se alimentar de arbustos e árvores.
  • Geralmente encontrados em locais com vegetação densa!
  • Mais agressivo e temperamental que o rinoceronte-branco.
  • Animais solitários.

Rinoceronte-branco:
  • São maiores que os negros. Um macho adulto pode pesar por volta de 2500kg.
  • Com a sua boca larga ele consegue se alimentar de grande quantidade de grama.
  • Geralmente encontrados em locais abertos (planícies).
  • Eles possuem uma corcunda logo acima dos ombros, assim como uma dobra de pele nos cotovelos.
  • Animais sociáveis. É comum encontrar grupos de 10-15 rinocerontes.
Rinoceronte-branco (Fonte: Arquivo pessoal)



 E por experiência posso dizer que os rinocerontes-branco amam carinho atrás da orelha! :)

Espero que vocês tenham gostado!

M.V. Verônica Pardini

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quarta-feira, fevereiro 13, 2013

Quero ser veterinário nos EUA! E agora?

Atualizado em julho de 2015

Já pensou em viver o sonho americano? Eu já. Por isso estou aqui hoje, para te mostrar o caminho que deve ser percorrido até alcançar o seu objetivo.

No meu segundo ano da faculdade tive a oportunidade de ser a estagiária no Memphis Zoo (Memphis, TN). Realizei um sonho! Pela primeira vez estava morando sozinha, melhor que isso...Estava morando dentro de um zoológico. Fiz várias amizades, realizei minha primeira cirurgia sozinha, anestesiei tigres e onças...Resumindo, percebi que era tudo isso que eu queria para minha vida! E assim surgiu a pergunta: Mas, e agora como faço para ser veterinária aqui??


Para responder essa pergunta devo assumir que o Google foi um grande amigo, pois na faculdade ninguém conseguia me ajudar! Então aqui vai umas dicas para facilitar a sua vida! Hoje será uma versão resumida, nas próximas semanas me aprofundarei em cada tópico!

Infelizmente nosso diploma NÃO vale nos EUA e Canadá, então para sermos veterinários lá precisamos validar o nosso diploma.

1º Passo: Verificar se a sua Universidade é RECONHECIDA pela AVMA pelo link abaixo:
  • Clique em "Veterinary Colleges of the World"
https://www.avma.org/ProfessionalDevelopment/Education/Foreign/Pages/ECFVG-world-colleges.aspx

Encontrou o nome da sua Universidade na lista? Ótimo, isso significa que você pode se inscrever no processo de validação.

2º Passo: Você pode dar entrada na sua "Application" no começo do 5º ano da faculdade.
  • Existem 2 programas de validação do diploma: o ECFVG (o que eu estou fazendo) e o PAVE.
  • Em um próximo post irei contar a diferença entre eles! Mas vocês podem dar uma olhada nos links abaixo.
** Atualização: Valor da application a partir de 2015 é de 1400 dólares

Link para o ECFVG:
https://ecfvg.avma.org/ebusiness50/ecfvg/avmacertificationmain.aspx

Link para o PAVE:
http://www.aavsb.org/PAVE/

3º Passo: Você deve provar que tem inglês fluente.
  • Você pode fazer isso através de algumas provas: iB-TOEFL, o IELTS e o CAEL.
  • Eu escolhi fazer o iB-TOEFL, onde a nota mínima para o ECFVG é 25 no "Listening", 22 no "Writing", 22 no "Speaking" e 23 no "Reading" -- leve em consideração que o máximo de pontos que é possível fazer em cada sessão é 30.
Está pronto para o 4º passo? Vamos lá!

4º Passo: BCSE (Basic Clinical Science Examination - ECFVG) ou QE (Qualifying Examination - PAVE)
  • Essa parte foi onde eu comecei a entrar em pânico, mas se você chegou até aqui vá em frente! Estude muito, pois nessa prova cai tudo sobre tudo (anatomia, fisiologia, farmacologia, medicina de todos os animais, cirurgia, anestesiologia, imagem, laboratorial). E sim, é possível passar de primeira... se eu consegui você também vai!
** Atualização: Valor do BCSE a partir de 2015 é de 210 dólares
Nada supera o sentimento de ver aquelas 4 letras... Faz valer a pena todo o esforço! (Fonte: Arquivo pessoal)

Passei! E agora? 

5º Passo: CPE (Clinical Proficiency Examination - ECFVG) ou CSAE (Clinical Skill Assessment Examination - PAVE) 
**(Você pode fazer o NAVLE antes do CPE - você escolhe a ordem, eu fiz o NAVLE antes).

  • Agora você têm todos os motivos para entrar em pânico! Eu sei que eu estou quase surtando só de pensar nessa prova!
  • É uma prova prática de 3 dias, realizada em uma faculdade americana. Nela você tem que: fazer uma castração de pequenos, uma anestesia de pequenos, um atendimento de pequenos, um atendimento de equinos, um atendimento de ruminantes (com palpação retal), exame de imagem de pequenos e necrópsia.
**Atualização: Todos os inscritos a partir de janeiro de 2014 terão que comprovar que já realizaram cirurgias até 5 anos antes do CPE (você deve provar que já foi o cirurgião principal em pelo menos uma castração de fêmea, e assistente em pelo menos mais 5 procedimentos cirúrgicos).

** Atualização: Valor do CPE de 2015 é de 6400 dólares, e em 2016 esse valor vai para 6600 dólares.

Você chegou até aqui? Parabéns! Você finalmente validou o seu diploma! Mas ainda falta um pouquinho para comemorar... como todos os estudantes graduados em universidades americanas é necessário fazer uma última prova para ter a Licença de Veterinária: o NAVLE.

** Atualização: todos os inscritos a partir de janeiro de 2015 terão que completar o BCSE e o CPE em um período de 7 anos, caso isso não ocorra, estes candidatos serão obrigados a começar tudo de novo do Step 2 (TOEFL).

6º Passo: NAVLE.
  • "Se você já passou por todas as outras provas esta aqui será mais tranquila, é uma prova de testes parecida com o BCSE" - ok eu escrevi que ela é tranquila sem ter feito a prova. Mentira, é bem mais difícil! Confira os outros posts sobre o NAVLE para aprender a se preparar para esta prova!
Agora sim você pode comemorar! Você esta pronto para trabalhar nos EUA!


Brincadeiras a parte, eu sei que ao ler tudo isso você provavelmente vai desanimar, afinal é muito trabalho, não é? O conselho que eu posso dar é: Você tem certeza que é isto que você quer? Se sim, vá em frente! Vá um passo por vez, não fique pensando em tudo o que você ainda vai passar... vá celebrando as vitórias no caminho! A cada passo cumprido é um ânimo a mais para o próximo!

Com os próximos posts darei mais dicas para você não sofrer tanto durante esta jornada! E se precisar perguntar, desabafar ou se descabelar eu estou aqui!

Boa sorte!
M.V. Verônica Pardini

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

terça-feira, fevereiro 12, 2013

Clamidiose/Ornitose/Psitacose

Se você gosta de medicina tanto quanto gosta de animais, você vai amar os posts de terça-feira! 

Hoje o assunto do dia é a Clamidiose! 

Também conhecida com Psitacose (quando afeta psitacídeos) ou Ornitose (quando afeta outras aves)!
  • Psitacídeos são as araras, papagaios, cacatuas, periquitos, tiribas, calopsitas entre outros.
Lóris arco-íris (Trichoglossus haematodus) Fonte : fellowshipofminds.wordpress.com

O agente causador desta doença é uma bactéria gram negativa chamada de Chlamydophila psittaci (antiga Chlamydia).

Chlamydophila psittaci vista em microscopia eletrônica (Fonte: sciencedirect.com)
  • É um parasita intracelular obrigatório.
  • Acomete aves, mamíferos e répteis.
  • Muitas aves são portadoras desta bactéria sem apresentar sinais clínicos, mas podem eliminar o patógeno ativamente.
Esta doença é considerada uma zoonose (isso quer dizer que pode ser transmitida do animal para o ser humano).
  • Quando ele entra em contato com animais  portadores, ou ainda com secreções, dejetos ou produtos derivados dos mesmos.
  • Sintomas em humanos: dor de cabeça, febre, pneumonia. Há relatos de casos fatais.
Doença de distribuição universal, ocorrendo em qualquer estação do ano.

Transmissão: via aerógena (patógeno se dispersa via pó de pena, fezes secas), via oral, transmissão vertical (da mãe para o ovo) também já foi relatada.

Doença clínica é induzida por fatores estressantes associados ao manejo inadequado.
  • Sinais clínicos podem ser: agudo, subagudo ou crônico. 
    • A virulência e patogenicidade depende da cepa infectante (há várias cepas (tipos) de Chlamydophila).
  • Depressão, anorexia, desidratação, blefarite, ceratoconjuntivite, asas pendentes, tremores e outros sinais respiratórios, digestórios, urinários e neurológicos.
  • Amazona, Ara e aves jovens são mais susceptíveis a infecção aguda fatal.
Calopsita doente (Fonte: clinicavetzoo.blogspot.com)

Diagnóstico:
  • Hemograma: anemia (Ht: 20-30%).
  • Leucograma: leucocitose - heterofilia com desvio a esquerda, monocitose relativa e linfócitos reativos.
  • Perfil bioquímico sérico: ALT (aumentada), AST (aumentada), CK (aumentada), ácido úrico (normal), ácidos biliares (aumentados).
  • Exame Radiográfico: hepatomegalia e esplenomegalia.
  • Isolamento e/ou detecção do agente etiológico – PCR/ELISA.
Necrópsia:
  • Lesões macroscópicas: esplenomegalia, hepatomegalia com focos necróticos, sinusite, enterite catarral, pericardite, nefrose e aerossaculite.
Tratamento:  
  • Doxiciclina VO (via oral) por 45 dias.
Lembre-se este texto é para referência e aprendizado! Se o seu animal está "estranho" leve à um VETERINÁRIO especializado ok?

Quer saber mais sobre esta doença? Consulte:
  • Tratado de Animais Selvagens - Zalmir Silvino Cubas, Jean Carlos Ramos Silva, José Luiz Catão-dias
  • Avian Medicine: Principles and Application - Harrison.
  • Avian Medicine - Tully.
Ou mande sua pergunta para drapardini@gmail.com

M.V. Verônica Pardini Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

segunda-feira, fevereiro 11, 2013

E o animal da semana é..... a Beluga!

Toda segunda-feira será dia de aprender um pouco mais sobre uma espécie diferente!
Então se existir algum animal que você queira saber um pouco mais, deixe um comentário com a espécie e ele poderá ser escolhido para o post da próxima semana!

Quem me conhece sabe que esta série de posts têm que começar por ninguém menos que os meus animais favoritos e tema do meu TCC... as Belugas (Delphinapterus leucas)!
  • As Belugas são pequenos cetáceos pertencentes a família Monodontidae (juntamente com o Narval (Monodon monoceros)).
Beluga (Fonte: Arquivo pessoal)
Narval (Fonte: labtu.blogspot.com)
  • São conhecidas como "Canários do oceano" por seus assobios e cantos.

                                                     (Video produzido pela SeaWorld de Orlando)

  • São encontradas na região do círculo polar ártico e na região sub-ártica, mas migram para o sul em grandes grupos quando a água do oceano congela.
  • Se alimentam de grande variedade de peixes (salmão, bacalhau, capelim, arenque), lulas, crustáceos e polvos.
  • Animais muito sociáveis que vivem em grupos divididos por gênero e faixa etária - grupo de fêmeas e filhotes e outro com machos adultos.
  • Filhotes são de coloração acinzentada ou amarronzada que depois aos poucos, por uma redução de melanina, se tornam brancos iguais os adultos.
Filhote de Beluga (acima) e mãe Beluga (abaixo) no Shedd Aquarium (Fonte: zooborns.com)
  • São presas de orcas e ursos polares.
  • Sua principal ameaça são os seres humanos - caçada por seu couro, carne e gordura (que é usada como óleo combustível).
  • IUCN Red List of Threatened Species: seu status é de "quase ameaçada de extinção".
  • Foi um dos primeiros cetáceos a ser mantido em cativeiro devido sua inteligência, docilidade e resiliência.
  • Vivem entre 25 e 30 anos.
Curiosidades anatômicas:

  • Diferentemente de outros cetáceos que trocam de pele constantemente, as Belugas fazem a troca da camada externa da pele uma vez durante o inverno.
  • Quando adultas não possuem pelos.
  • Melão: estrutura redonda composta por gordura localizada na parte dorsal da cabeça, frontal ao orifício respiratório. Ajuda na produção dos sons.
  • Têm aproximadamente 34 dentes.
  • As 7 vértebras cervicais não são fundidas o que permite uma maior mobilidade e flexibilidade do pescoço.
Tem mais alguma dúvida? Mande um comentário!

M.V. Verônica Pardini Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

domingo, fevereiro 10, 2013

Bom Carnaval!


Espero que todos estejam aproveitando o carnaval, esse lindo Agama (Agama agama) com certeza está!!

Fonte: Arquivo pessoal

Amanhã volto com um post novinho para vocês!

M.V. Verônica Pardini Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sábado, fevereiro 09, 2013

Estágios com animais selvagens e aquáticos no Exterior

Antes de sair para pular carnaval decidi fazer um post que eu sei que vai ajudar muitos estudantes de Veterinária!

Tenho recebido alguns emails de pessoas me pedindo para explicar como eu consegui meus estágios nos EUA, hoje vocês irão descobrir!

Vamos passo a passo?

1º passo (ou melhor, primeira pergunta): Você tem inglês fluente? 
  • Se a resposta foi não: Corra atrás! Se você já tem uma boa noção da língua eu focaria em aulas particulares de conversação. Outra dica é ler artigos científicos e livros de veterinária em inglês, afinal você também precisará saber o "Veterianês" em outra língua!
  • Se a resposta foi sim: Ótimo! Você esta mais próximo de alcançar o seu sonho!

2º Passo: Onde encontrar os estágios:

Você precisa saber que estágios são chamados de "Externships" (e não "Internships" como muitas pessoas acreditam).

No site abaixo você encontrará links para vários estágios em zoológicos e aquários.

American Association of Zoo Veterinarians:
http://www.aazv.org/displaycommon.cfm?an=1&subarticlenbr=336

Agora é uma questão de pesquisar o que é melhor para você! Fique atento.... alguns lugares têm as posições para estagiários lotadas com mais de 1 ano de antecedência (os meus estágios eu reservava 2 anos antes!) - então se planeje!

3º Passo: Fazendo contato:

Os estágios são fáceis de conseguir uma vez que a vaga pra data escolhida exista. Então mande um email para o contato do estágio escolhido e converse! Geralmente eles pedem para você mandar uma "Cover Letter" (carta explicando os motivos que te levaram a escolher este estágio, dê uma razão para eles te escolherem!), o seu "CV" ou "Resume" (currículo) e algumas vezes eles pedem o seu histórico escolar (não esqueça de mandar traduzir em um tradutor juramentado ok? - você encontra no google).
Depois disso é só esperar a reposta de aceitação!

Algumas dicas:
  1. Os estágios geralmente tem duração entre 2 e 8 semanas (na minha opinião não fique menos de 4 semanas, é o tempo ideal para você se adaptar ao local e aprender muito!).
  2. Alguns estágios oferecem moradia ("housing"), outros não.
  3. Para alguns estágios pode ser necessário o aluguel de carro.
  4. Ao chegar lá esteja de coração e mente aberta e o mais importante: se dedique! (se você planeja um dia tentar uma residência ou trabalho no exterior são os contatos e amizades que você fizer lá que vão te ajudar!).
  5. Quando não estiver tendo nenhum procedimento você tem duas opções: estude ou grude nos Veterinary Techinicians (eles são os "enfermeiros"), são pessoas que sabem muita coisa de medicina veterinária - na minha opinião esteja com eles em todos os momentos livres.
  6. Alguns lugares te dão a oportunidade de escrever um trabalho de pesquisa! Faça! (eu tive meu "paper" aceito no Journal of Avian Medicine and Surgery antes de me formar).
  7. Aproveite cada segundo! Tanto no estágio quanto nos momentos de folga! Saia, se divirta, faça amizades! É isso que vai fazer esta experiência ser inesquecível!
O que vocês acharam? Díficil? A única coisa que eu posso dizer é que todo sacríficio vale a pena! Eu garanto!

Fonte: Arquivo pessoal.
Espero que tenha ajudado, qualquer dúvida mande para: drapardini@gmail.com.br

M.V. Verônica Pardini

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...